Nova Perspectiva

7 de novembro de 2018

Acabou e a culpa não é sua

Ei garota, vamos lá! Você não pode sofrer assim. Você não merece ficar desse jeito, perder essas noites, apagar com seu brilho, com a sua luz. Você não pode se destruir sem nem lutar pra se reerguer. Faz um favor pra você mesma e abre a janela, deixa o sol entrar e iluminar dentro do seu coração. Deixa a brisa levar pra longe toda essa dor que está esmagando sua alma. Para de chorar porque ele foi embora. Lava o rosto, enxuga os olhos, conte até dez e recomeça. Para de perder os cabelos se questionando se ele não vai voltar. Confia em mim, é melhor que ele fique por lá. A vida tá só começando e ainda tem muita história pra atravessar o seu caminho.

Eu sei que agora parece impossível deixar tudo o que aconteceu para trás, que você nem percebe essas desculpas que cria para não deixar ele sair de dentro de você. Eu sei que você não queria estar assim, mas que, ao mesmo tempo, não consegue evitar essas noites em claro pensando no que é que ele tem feito desde que deixou de fazer parte de você. Eu sei que você queria voltar no tempo, fazer alguma coisa, qualquer coisa, que salvasse a relação de vocês. Só que, numa boa, nada ia adiantar. Nada ia resolver. Não era pra ser. Simples assim. Frio assim. E você não tem culpa de nada. Tá me entendendo? Não adianta lutar contra, brigar contra o mundo, ficar tentando encontrar explicações mirabolantes e sem sentido. Prolongar o fim só vai fazer com que todo este sofrimento dure ainda mais.

Acabou. É isso! E não tem absolutamente nada que você possa fazer. Ele tomou a sua decisão, pegou suas coisas e caiu fora. Você pediu pra ele ficar… Lembra? Uma, duas, três vezes, mas ele quis ir mesmo assim. Ele sequer olhar nos seus olhos depois que se despediu! Então não se culpe por isso. Você tentou, mas agora não adianta gritar, chorar, brigar, correr atrás… Agora não adianta criar maneiras de se aproximar novamente, formas de encontrá-lo, nem ficar stalkeando a vida dele pra saber como é que as coisas estão indo por lá. Tá na hora de você cuidar de você. Só de você! Porque você já chorou demais, já brigou demais, já insistiu demais. Você se esforçou muito. Foi além do que ele merecia. Você batalhou sozinha pra que desse certo, mas amor é o tipo de coisa que só dá certo quando é recíproco, e nós duas sabemos: o dele já não era mais.

Ele não te fazia mais sorrir, não é verdade? E nem segurava mais as suas mãos com a força e segurança do começo. Ele já não te abraçava como se você fosse a última maravilha do mundo, nem ficava te olhando apaixonado enquanto cê dormia no peito dele. Ele não te arrancava mais risadas bobas, nem fazia seus olhos brilharem com surpresas e declarações. Ele não cuidava mais de você, nem de vocês. E cê tava regando sozinha um jardim que era dos dois. Tava cultivando uma relação repleta de ervas daninhas. Tentando manter viva uma história que já não tinha mais páginas para continuar. Você sabia que isso acontecer. Tem uma parte sua que já estava preparada para o fim desde que ele te olhou com indiferença pela primeira vez.

Você sabia o que estava acontecendo entre vocês desde daquela briga que ninguém quis procurar ninguém, e naquele dia em que ele te fez chorar, mas não se preocupou em fazer ficar tudo bem. Você sabia que não dava mais quando ele começou a trocar a sua companhia por programas aleatórios, quando, mesmo na mesma cama, parecia que não estavam juntos. Quando lado à lado, era mais insuportável do que separados. Quando a saudade deixou de apertar, a ausência de incomodar e não existia mais um pedaço teu, nele. Você só preferiu fingir que não estava vendo. Só que agora não dá mais. Agora acabou. E é pra sempre. Então, quando teu coração quiser sussurrar o nome dele, lembre-se do quanto você gritou implorando mais uma chance. E então se esqueça de que ele faz falta. Porque falta, mesmo, fazia o amor que ele não sentia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.