Nova Perspectiva

16 de julho de 2018

Você é a minha certeza preferida

Eu sempre acreditei que para o amor dar certo a gente tinha que seguir uma receita de bolo, respeitar as medidas, o tempo e os ingredientes, mas você me prova todos os dias que final feliz não tem nada a ver com isso. Amor tem ritmo próprio, a gente não comanda nada, só acompanha. A receita talvez seja exatamente compreender o que isso significa e pensar o quanto você está disposto a aceitar e se doar pra isso. Tenho percebido que o mundo bate de frente tentando fazer o amor se encaixar no tempo deles. Eu mesma já bati algumas vezes. E quebrei a cara. Mas com você eu comecei a entender que nem sempre precisa ter explicação, que nem tudo requer uma dose de razão, às vezes a gente sente e isso já é tudo, como tem sido pra nós.

Acho que se contássemos para as pessoas exatamente como é que a gente aconteceu, quase ninguém veria sentido na nossa história, ou apostaria nela, mas quando eu te olho sinto como se tudo que vivi até agora tivesse sido preparado p’ra sua chegada. Acho que o universo tava só ajeitando as coisas dentro da gente pro outro poder entrar e morar no momento certo. E é isso que realmente faz diferença, entende? Como as coisas se encaixam mesmo fugindo do óbvio, do comum, do normal. E não importa se estamos indo rápido demais, ou se o correto era termos calma, ou se é perigoso se jogar dessa forma sem nenhuma proteção e nem se dizem que é incomum se envolver em um espaço tão curto de tempo. Não importa nada disso, porque é o que eu disse antes, cada amor segue seu ritmo próprio, e o nosso tem pressa para ser feliz.

Eu sei que é difícil parar pra pensar e conseguir entender como é que chegamos até aqui, que tudo ficou meio bagunçado quando os nossos caminhos se cruzaram por acaso, mas mesmo no meio desse caos, posso te fazer um pedido? Promete que vai continuar comigo mesmo quando o sol tiver com preguiça de aparecer e o nosso dia ficar um pouco nublado? Promete que seus olhos não vão deixar de confessar o quanto você me ama toda vez que pausa-los por um tempo em cima de mim? E que o seu sorriso bobo, mesmo há 244 quilômetros de distância (ou mais), vai continuar carregando meu nome? Eu prometo que cê vai permanecer marcado feito tatuagem nos meus poros. Prometo que meu coração vai acelerar cada vez que eu lembrar da gente. E que o inverno vai continuar morando no meu estômago cada vez que eu te olhar.

É que eu sempre quis viver uma história de cinema, dessas que esgotam ingressos na bilheteria, concorrem ao Oscar e faz as pessoas chorarem. Mas desde que te conheci, tenho visto que a realidade pode ser bem melhor. Você é a poesia que eu quero ler todos os dias ao acordar. P-a-r-a o r-e-s-t-o d-a v-i-d-a. É a música que eu quero ouvir mesmo quando a minha cabeça tiver parecendo que vai explodir. É o café amargo que ainda vou te fazer amar. O motivo do meu último sorriso do dia. E a minha mensagem favorita. Se me pedissem pra citar qual foi a principal coisa que eu aprendi nesses últimos dias, eu diria que é que se você tá pronto pra amar de verdade, tem que estar pronto, também, para entender que não é como fazer um bolo, não tem quantidade certa, temperatura ideal, medidas prontas, é que aqui você está construindo uma vida. E eu sinto que a minha será ao lado da sua.

De todas as coisas que eu sei, você é a minha maior (e melhor) certeza.

Um comentário:

  1. QUERIA TER UM MOZÃO PARA DEDICAR ESSE TEXTO LINDO A ELE.

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.