Nova Perspectiva

2 de abril de 2018

Valeu a pena me perder?

Você sabia que vieram me contar que dia desses você perguntou sobre mim? Que quis saber como é que estavam as coisas no meu trabalho, na minha faculdade, na minha vida. Que disse que sente a minha falta, que pensa na gente e que às vezes até chora de saudade. Pois é moreno, vieram me dizer que tocou a nossa música em uma dessas festas que você cola todo final de semana e que na mesma hora você tentou me ligar, que queria de todos os jeitos ouvir a minha voz, mas que tiraram o celular da sua mão antes que desse tempo. Sinceramente, eu sabia que você ia se arrepender, só não sabia que seria tão rápido.

Quando pegou as suas coisas da minha casa e foi embora, cê tinha tanta segurança quando dizia que não me amava mais e que não queria mais a gente, que eu quase acreditei que todo aquele amor tinha mesmo acabado. Eu quase acreditei que você tava cansado da gente, cansado de mim. Quase acreditei que você não ia mesmo voltar atrás, que sabia exatamente o que estava fazendo, mas agora eu estou vendo que não. É moreno, eu quase acreditei que cê não ia olhar as nossas fotos e sentir o coração apertar, como o meu apertava, e que não iria fuçar nas minhas redes sociais pra saber como é que eu fiquei depois de você. Quase acreditei que você não procuraria meu cheiro em outras mulheres e o meu beijo em outras bocas. Mas tudo que você tem feito é tentado me encontrar em corpos que jamais te arrepiaram como o meu.

Não vou mentir não moreno, uma parte minha ficou feliz em saber que você ainda não me esqueceu, como disse que faria naquele dia em que bateu a porta da sala e me deixou chorando sozinha. Uma parte minha comemorou quando soube que você bebeu demais e tentou me ligar depois de tantas ligações que eu fiz e você não atendeu. Uma parte minha está satisfeita em descobrir que você ainda fuça nos meus perfis, olha as nossas fotos e pergunta de mim por aí. É reconfortante saber que você estava errado mesmo com toda aquela pose de quem tinha certeza do que estava fazendo e eu estava certa. Eu sempre estive certa, inclusive naquele dia em que disse que você ia se arrepender do que tava fazendo quando se desse conta de que estava correndo atrás da felicidade que você já tinha, mas que seria tarde demais pra mudar alguma coisa.

É bom saber que você ainda me ama, que você ainda quer a gente. É bom saber que você se arrependeu, pena que agora não dá pra fazer mais nada. É foda olhar pra trás e querer voltar, mas não ter como, não é? Eu sei. Cê me disse que nossa relação estava te sufocando, que você queria o mundo, e eu te avisei que o mundo ficaria chato quando você se desse conta de que é horrível não ter pra quem voltar. Eu te avisei que as baladas iam te cansar, que a bebida ia perder a graça, e que no fim da noite você ia se ver procurando nessas novas garotas tudo o que você encontrava em mim, mas cê achou que eu não sabia do que estava falando. E agora, o que você acha? Valeu a pena me perder? Valeu a pena abrir mão da gente pra agarrar um mundo que nunca soube te abraçar? Valeu a pena jogar tudo fora? Eu acho que não.

Sinto muito por você não ter me escutado moreno, sinto muito por você ter recolhido as suas coisas e caído fora mesmo enquanto eu te implorava pra tentar um pouco mais, pra ficar um pouco mais, sinto muito por você não ter percebido antes que já tinha tudo o que precisava. Sinto muito por não sentir mais nada por você.

2 comentários:

  1. Gabriela qual o nome desse layout que você usa no seu blog???? Muito lindo😍😍😍😍

    ResponderExcluir
  2. Conheci seu blog agora e estou dando uma voltinha por ele e ja te sigo
    Beijinhos

    Se puder passe la no meu blogue e nos siga por favor
    https://coisasdecrespasoficial.blogspot.com/2018/04/autoestima-espelho-meu-espelho-meu-ha.html

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.