Nova Perspectiva

14 de fevereiro de 2018

Obrigada às pessoas idiotas que passaram pela minha vida

Este texto é dedicado a todas as pessoas idiotas que já passaram pela minha vida – e eu sou uma delas.

Perdi a conta de quantas pessoas consideradas idiotas – no meu dicionário – apareceram durante a minha caminhada. É sério, foram muitas. E no início eu sempre surtava com isso, eu não compreendia como eu escolhia tanta gente vazia para me relacionar seja na amizade ou na conquista. Quando eu pensava estar livre desse tipo de gente, me surgia outra e mais outra... Só que nenhuma era igual a anterior, então meu radar “anti gente babaca” não detectava.

Quem nunca conheceu alguém que se aproximou de nós por puro interesse pessoal? Para esquecer um antigo relacionamento? Para conseguir tirar uma nota boa na prova? Para conseguir vantagem já que você é o queridinho do chefe no trabalho? Já tive “amigas” que só conversavam comigo porque não tinham mais ninguém para conversar e não queriam se sentir sozinhas – é sério.  São tantos casos que eu poderia passar o texto inteiro falando sobre o tipo de pessoas idiotas, mas essa não é a intenção.

Eu quero agradecê-las, mas antes quero ressaltar que eu já fui a idiota na vida de outras pessoas e inclusive da minha. Quando a gente amadurece – mesmo que seja 5% só – percebemos que nós também já tivemos atitudes ridículas com outras pessoas, atitudes realmente mesquinhas e egocêntricas. Seja por ter sido grossa com uma pessoa que estava passando por uma fase difícil ou por ter falado a (sua) verdade para alguém que não pediu opinião. O fato é que pelo menos uma vez na vida nós fomos essa pessoa ignorante na vida de alguém ou na nossa própria.

E a parte positiva em nós termos sido esse indivíduo é poder reconhecer, se colocar no lugar e amadurecer. A vida não é uma constante evolução? Então por que estamos sempre cobrando o progresso do outro e nunca visamos o nosso próprio? O avanço começa por nós mesmos. É saber reconhecer que você foi escroto com alguém e tentar evitar essa atitude novamente, é saber pedir perdão, é saber apontar o dedo pra si próprio.

É por isso que venho dedicar esse texto a essas pessoas.


Obrigada a amiga que me convidou para ir ao sushi porque não tinha mais ninguém para convidar, você me ensinou a valorizar as pessoas e nunca trata-las e fazer senti-las como última opção. Obrigada a minha amiga tóxica por ter tentado tanto ser igual a mim, você me fez perceber que eu não sou obrigada a deixar ninguém permanecer na minha vida se ela suga minhas energias.

Obrigada a menina que tentou destruir meu primeiro namoro e fez a escola inteira me odiar, você me ensinou a nunca atrapalhar a vida de algum ex meu por ele estar sendo feliz com alguém e me ensinou que ficar brigando por homem é a coisa mais infantil que pode existir. Obrigada ao cara que tentou me fazer de objeto, você me ensinou que pessoas possuem sentimentos e que devemos colocar nosso ego de lado um pouco de vez em quando. Obrigada as pessoas que inventaram mentiras sobre mim, vocês me ensinaram a ser mais forte a cada palavra que proferiam sobre a minha vida. E claro: obrigada a mim mesma por ter sido idiota comigo e com outras pessoas, sem isso eu jamais entenderia o real significado de empatia e de querer ser uma pessoa melhor a cada dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.