Nova Perspectiva

25 de janeiro de 2018

Ela também pode

Ela é dessas mulheres fortes que não mede esforços para ser a melhor pessoa da sua vida todos os dias, ela faz o seu mundo girar, ela faz o mundo a seu redor ser mais iluminado, ela é luz. Trabalha de dia pra ajudar em casa e poder comprar tudo o que tem vontade, enquanto estuda a noite na tentativa de ser bem sucedida e ser alguém na vida. Ela é o orgulho da família, alegria dos amigos e meta de vida dos inimigos, porque ela tem uma força que é só dela e que ninguém tira, viaja o mundo quando quer e chega em casa sempre disposta a uma noitada na balada ou um barzinho qualquer com os amigos. Com ela não tem tempo ruim, é dessas mulheres que não desiste fácil e sabe o que quer. Ela pode ser o que ela quiser, e sabe disso.

Ela acha uma absurdo quando vê suas amigas chorando por um cara qualquer, e não acredita naquela história de ser metade de alguém, ela é inteira e isso basta e se for pra aparecer alguém na sua vida é pra transbordar. Ela diz que não chora - mas nesse caso é pose, porque várias vezes ela derrama lágrimas sozinha no seu quarto, em segredo a dor é menor - pensa ela. É a melhor conselheira que alguém poderia ter, pronta pra qualquer roubada ela vai estar vinte e quatro horas disponíveis caso a sua história seja dessas que vale a pena ser contada, e se não for também ela vai ser abrigo, porque ela topa qualquer uma com os amigos! Ela é toda ouvidos mesmo com tão pouco tempo restante no seu dia a dia confuso, uma ligação, um áudio de quatro minutos no whatsapp, ela sabe o quanto vale a pena ao menos mostrar estar por perto - mesmo quando a presença física não permite.

Ela é teimosia e agitação, ninguém a convence do contrário quando bota algo na sua cabecinha avoada, e ela vai sempre ter os melhores argumentos pra te convencer de que tá certa, e é claro que ninguém resiste quando ela começa  a demonstrar todo seu conhecimento mundano. Ela é do mundo, cara. Ela conhece o mundo todo, mesmo sem sair do lugar. Ela é pura liberdade e ai daquele que tenta tirar essa alma livre dela, sua essência está justamente nisso, ser ela mesma do jeito, no momento, e no lugar que ela quiser.


Ela é temida, costumam ter medo do que ela tem a oferecer, ela é daquelas mulheres fortes que luta todo dia por um futuro melhor, mas sabe ser menininha quando quer. Azar dos que não chegam ou dos que foram embora,  ela tem muito amor a oferecer e muita troca boa (de corpo e de alma) pra ofertar. Mas é claro que só conhece a fundo os seus vários lados quem se joga de cabeça nessa menina mulher louca que sabe muito bem o que quer e não aceita qualquer coisa ao seu lado não, ela quer o mundo, o melhor do mundo com ela. 


Ela é mulherão que faz tremer o chão quando chega, é batom vermelho e um coração imenso por trás de toda aquela frieza. Ela é forte até demais e às vezes não sabe compartilhar o peso das dores com outro alguém pois quer tentar suportar sozinha, e ai pode até fraquejar, mas ela é tão mais que isso que cê nem vai perceber, cê só vai reparar  suas fotos e seus posts de auto ajuda e sua radiante alegria que é compartilhada com estranhos pela rua. Ela é dessas que levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima como já dizia aquela música. É fogo que arde e brisa que voa. É que no fundo ela é um  poço de sentimento, cheio de leveza e só quer mostrar que ela também pode. Ela pode ser tudo o que ela quiser ser. E é.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.