Nova Perspectiva

20 de dezembro de 2017

Você era uma fase que eu precisava vencer

Talvez cê não faça a menor ideia de como me deixou, mas eu sofri muito por sua causa. Por um bom tempo eu cheguei até a acreditar que nunca mais conseguiria ser completamente feliz de novo, como se você fosse um fantasma que fosse me atormentar pro resto da minha vida. Pois é, eu achei que meu coração ficaria pra sempre pequenininho e apertado daquele jeito e sei que soa meio exagerado dizer isso, mas é a mais pura verdade moreno. Quando você foi embora, cada pedacinho do meu corpo doía, acho que se um caminhão tivesse me atropelado, teria feito menos estrago do que você fez.

Perdi a conta de quantas noites eu passei chorando por tudo o que nós não iríamos ser. Sabe quando você tá tendo um sonho incrível e alguém te acorda aos gritos? Foi mais ou menos isso o que aconteceu quando a gente acabou. Eu tava sonhando acordada. Sonhando com o dia do nosso casamento, com as nossas viagens pra cada cantinho do planeta, com os nossos filhos, com a vida que levaríamos um ao lado do outro, mas você berrou que não queria nada daquilo e então eu me dei conta de que todos aqueles sonhos eram só meus. Eu queria que você ficasse por nós, mas eu não tinha como te impedir de ir. E você foi sem nem olhar pra trás quando decidiu cair fora.

Foi difícil superar o nosso fim. Foi difícil te ver sair da minha vida e aceitar que cê não voltaria mais. Nunca mais. Foi difícil saber das festas que você estava indo, das meninas com quem você tava saindo e de todas as coisas que você estava vivendo sem mim. Foi difícil ver que você não sentia a minha falta enquanto eu definhava de saudade sua. Foi difícil entender que eu não podia ficar parada esperando você se dar conta de que tinha perdido a mulher da sua vida. Eu precisava seguir em frente, mas como é que a gente faz isso com um rombo no meio do peito? Era isso que eu me perguntava toda madrugada em que a insônia não me deixava esquecer o seu nome, o seu rosto, o seu gosto. E eu demorei pra encontrar a resposta.

Com o tempo a gente começa a entender que ninguém morre por causa de amor. Por maior que a dor seja, por pior que pareça, no final a gente sempre supera. Depois que eu me descabelei toda, comecei a compreender melhor a nossa história, o nosso fim. Nós não fomos feitos pra dar certo, pra ficar junto, pra acabar com um felizes para sempre. Você não é e nem nunca foi o príncipe encantado do cavalo branco que vai me esperar no altar, só que eu queria que fosse, por isso foi tão penoso aceitar que a gente não era pra ser. Mas eu aceitei moreno! Eu aceitei quando percebi que a sua missão na minha vida não era ficar comigo, não era realizar aqueles meus sonhos, nem me fazer a mulher mais feliz do mundo.

Hoje eu consigo entender que você era uma fase que eu precisava vencer, alguém que eu tinha de superar. Você veio pra me ensinar que às vezes perder é ganhar. Quando eu te perdi, eu me ganhei. Durante essa fase, eu tive de lidar com o luto do nosso fim, tive que sobreviver a ele, vencê-lo e eu só conheci porque descobri dentro de mim uma mulher que eu sequer sabia que existia. E ela é forte moreno! É guerreira, dessas que não abaixam a cabeça pra nenhuma dificuldade, que não desistem no primeiro desafio e não abandonam o barco não meio do caminho. Era essa a sua missão, era isso que você tinha que me ensinar, e eu aprendi.

Obrigada por não ter ficado comigo moreno, só assim eu consegui entender que nenhum amor pode ser maior que o meu próprio amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.