Nova Perspectiva

20 de novembro de 2017

A gente não cura as nossas feridas voltando pra quem nos machucou

Pega um café, uma água ou um vinho. Pegue um lenço também, porque eu acho que você pode precisar. Depois senta aqui pertinho e presta bastante atenção em tudo o que eu vou te dizer. Não vai ser fácil engolir essas palavras, talvez te doa um pouco essa conversa, mas você sabe que precisa me ouvir.

Eu sei muito bem o que você está sentindo, eu sei o quanto está doendo agora e como é difícil acreditar que vai passar, e eu só sei disso porque eu já fui você. É garota... eu já estive no seu lugar. Eu também perdi algumas noites chorando por alguém que só aparecia quando a carência batia e não tinha mais ninguém além de mim disponível. Também acreditei nessas promessas que fazem o estômago remexer cheio de borboletas, mas que nunca são cumpridas. Também já sobrevivi de migalhas, de resto, de mentiras, de uma história que só existia na minha cabeça. E é por isso que eu estou aqui.

Nem precisa me dizer que você achou que ele era o homem da sua vida, eu já sei disso. Você acreditava que ele era o príncipe encantado do seu tão sonhado conto de fadas, aquela pessoa que te completaria e te faria feliz para o resto da sua vida. Não estou certa? Também sei que ele tinha um papo ótimo e te fazia acreditar em toda aquela ladainha que ele usa para enganar várias outras garotas, e que você achou que de alguma forma os dois dariam certo. Não se culpe por ter pensado assim, não se culpe por ter passado madrugadas em claro fantasiando um futuro com filhos, um cachorro e até um gato, ao lado dele. Não se culpe por ele não ter fantasiado isso tudo também. Mas se culpe por continuar presa nessa história.

Sinto muito, mas eu tenho que te avisar que você não vai sarar as suas dores voltando pra ele, porque a gente não cura as nossas feridas voltando pra quem nos machucou. Enquanto você continuar que nem boba caçando indiretas nas redes sociais dele ou procurando saber como é que ele está, com quem ele está, cê vai tá se prendendo a algo que já acabou. Para de procurar sinais, de forçar situações e de correr atrás de quem só foge, só se esconde. Ele não vai voltar pra você, não vai te ligar pra dizer que se arrependeu e que está com saudades, e mesmo se fizesse isso, seria da boca pra fora só para se divertir um pouco e nós duas sabemos que não vale a pena.

É você quem escolhe se vai continuar chorando por tudo o que deixaram de ser quando ele resolveu ir embora de uma vez ou se vai levantar agora dessa cama, lavar o rosto com água bem gelada, se olhar no espelho e entender que ele não merece tudo isso. É isso mesmo garota! Ele não merece todo esse sofrimento, toda essa tristeza, todo esse desânimo. Ele não merece te destruir. Nem você merece que ele te destrua. Então para de tentar voltar pra quem te causou toda essa dor, para de tentar se convencer de que pode ser diferente se você der mais uma chance pra que seja. Não pode! E não vai.

Esses seus machucados só vão cicatrizar quando você se afastar dele, quando passar a se preocupar mais em cuidar de si mesma do que em se enganar com alguém que não está nem aí pra você, porque quem nos faz sentir dor, não gosta de verdade da gente. E ele faz isso com você. Se faz um favor garota: pega todo esse amor que está ai do seu coração e você tem dedicado pra pessoa errada e começa a se amar em dobro. Só você pode curar as suas feridas. E ai, o que vai ser?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.