Nova Perspectiva

19 de outubro de 2017

Eu amo o nosso caos

Às vezes nós dois perdemos a noção e brigamos demais, tudo vira motivo pra discussão boba e cara feia. Tem fases em que a gente mais parece cão e gato, ficamos um de cada lado nos provocando, nos alfinetando, só pra ver quem sai primeiro do sério. Ai eu fico de bico, você faz birra e a situação toda parece uma disputa de braço de ferro, uma competição idiota de quem é mais forte. Tem horas em que a gente diz que não dá mais, que restam muitas dúvidas e faltam certezas sobre nós e a vontade é mesmo de pegar as coisas e cair fora, tocar a vida, mas dali a pouco estamos rindo igual dois doidos do que acabou de acontecer, porque nenhum de nós conseguiria ficar muito tempo longe.

Eu sei que às vezes eu sou uma pessoa difícil, complicada, e que te tiro do eixo. Sei que resmungo sem razão, reclamo de tudo o que você faz, perco a paciência rapidinho e só consigo ver seus erros, os seus defeitos, mesmo quando você está tentando acertar. Eu sei que eu sou meio estressada e um pouco grossa e mandando demais e que emburro quando as coisas não saem exatamente do jeito que eu queria. Eu sei que às vezes eu te cobro de coisas que nem eu mesma faço e que isso te deixa maluco. A minha TPM dura quase o mês inteiro. Mas você também não faz por menos, bem pelo contrário. Parece até que gosta de me ver esbravejar e bater o pé, por isso vive fazendo as coisas que sabe que vai me irritar.

Cê não pode me ver quieta, não meu canto, que já vai me espezinhar, me alfinetar, testar minha paciência, meu humor, até que eu perco a linha e extrapolo. Se bobear você até vê graça em me assistir sair do sério. E quer saber? Eu adoro isso! Tenho preguiça desses namoros que parecem perfeitos o tempo todo. Esse tipo de coisa não existe de verdade, sabe? Namoro água com açúcar, que é só cor de rosa, fotinho com legendinha fofa e sorrisinho o tempo todo deve ser um porre! Eu gosto do nosso furacão que vai levando tudo o que vê pela frente, das nossas tempestades que tiram tudo do lugar e fazem a gente se refazer o tempo todo. Coisa fácil demais enjoa.

Com você eu fui entendendo que briguinhas bobas não são o fim do mundo. Elas fazem parte de uma relação e servem pra gente ver que o nosso amor é maior que qualquer outra coisa ou pessoa que tente atrapalhar nosso caminho. Nós temos sido maiores que tudo o que tentou nos atrapalhar até hoje. A gente até tem os nossos bate-bocas, as nossas discussões de relacionamento, alguns altos e baixos, uma ou outra crise, e a galera pode até achar uma completa loucura gostarmos de viver assim, mas é que quando nos olhamos nos olhos, mesmo não momento mais tenso, fica estampado na nossa cara que não meio de tudo isso também tem amor. Muito amor. E isso faz toda diferença.

Eu sou apaixonada pelo nosso caos, porque é ele que me faz enxergar todos os buracos que ultrapassamos juntos sempre que eu olho pra trás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.