Nova Perspectiva

30 de agosto de 2017

Você pensou que eu seria infeliz sem você e olha eu aqui rindo

Você tinha certeza que eu ficaria perdida sem você, que eu não conseguiria encontrar mais nenhuma direção. Você realmente achou que eu enfraqueceria sozinha, que cairia num abismo profundo e nunca mais iria sair de lá. Lembro-me de você ter tido de boca cheia algumas vezes que eu não conseguiria sem você ao meu lado, que sozinha eu jamais chegaria longe. Seu sentimento de posse sobre mim era tão grande que você me fez acreditar - algumas muitas vezes - que eu realmente não seria ninguém sem você. Que minha - falsa – felicidade acabaria no minuto que você me deixasse. Por isso, fiquei protelando a despedida, mergulhando num jogo de manipulação que você me colocou, diminuindo cada pedacinho de mim mesma para caber no mínimo espaço que você dizia me dar em seu coração. 

Mas eu sobrevivi, meu coração encontrou uma forma de colar os pedacinhos partidos e se regenerou. Eu não fiquei perdida sem você, eu não parei de respirar, eu não precisei de um mapa para saber qual caminho deveria seguir. E percebi após a sua partida que na verdade eu estava perdida enquanto permitia que você me guiasse. Descobri aos poucos que amor não faz isso isso. E encontrei um amor imenso no meu peito e fiz dele o meu cobertor, me aqueci e me reconstruí das ruínas que você deixou. Você achou que me enfraqueceria assim, mas eu me fortaleci.

Eu sei que você esperava me encontrar infeliz, machucada e sem direção, eu imagino a sua surpresa em me ver aqui inteira, mas você não imagina o quanto foi importante sua passagem em minha vida, eu precisava conhecer alguém como você para aprender que tipo de pessoa eu jamais gostaria de tornar um dia. O espaço que você ocupava em minha vida era tão grande que não sobrava quase nada para mim. Todo o falso amor que você dizia me dar parecia ser só o que eu precisava, porque eu não conseguia enxergar que eu poderia me amar de forma muito melhor e sincera. E agora que você foi embora, estou livre. 

Eu imagino que você deve estar decepcionado em saber que eu não enlouqueci sem você, que continuei lutando pelos meus sonhos, acordado antes do sol nascer, pegando o metrô lotado, enxergando beleza e força em mim, correndo atrás de tudo aquilo que você disse que eu não conseguiria sozinha. Eu imagino mesmo que você deve estar bem bravo por não ter conseguido destruir por completo, por saber que encontrei força aqui dentro para reconstruir os pedacinhos que você deixou. Mas não fica assim não, um dia você percebe que todo mal que fazemos nunca atingirá tanto o outro quanto atinge a nós mesmos. Continuo acreditando fielmente na lei implacável do retorno. E não se preocupe, eu não vou falar mal de você na internet, não vou citar seu nome pelas ruas e nem te desejar nada de mal, eu não preciso, eu sou melhor que isso. Eu descobri uma versão minha muito melhor, que você - quase - deixou morrer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.