Nova Perspectiva

12 de agosto de 2017

Foi você quem escolheu partir


Enquanto eu lia todas as cartas que te escrevi, durante todos esses anos juntos, existia uma pergunta ecoando meus pensamentos e fazendo a dor ser ainda maior: Por que você fez isso comigo?

Depois de tudo que apontou ser errôneo em mim, no meu ciúme e no meu excesso de cuidado. Depois de ter dito que eu errei tanto e ter feito com que eu me sentisse culpada pela fase ruim que estávamos passando, jamais imaginei que um dia teria que enfrentar o peso da decisão de um término após anos, por conta de uma mentira. Uma mentira tão idiota, que chegou de forma tão dolorosa e que me machucou tanto... que eu não tive para onde fugir. Me sentei no chão, soluçando sem parar, sem rumo. Sem saber o que fazer, aonde ir, o que te falar e como olhar para você depois de saber aonde estava naquela madrugada que disse estar em casa.



Eu só queria entender por que você mentiu!

Você consegue se lembrar do que te disse antes de partir?
- Se eu der as costas agora, acabou! Não tem pedido de desculpas, não tem conversar amanhã, não tem nada que possa ser feito para que eu volte atrás. É a sua chance! Já te dei uma, duas, três... não haverá uma quarta. É agora, ou nunca mais.

E você se foi.

Saiu sem pensar duas vezes. Só teve tempo de dizer aquele 'eu vou embora' com um tom aliviado escondido atrás das lágrimas que tentou derramar, antes de sumir da minha vista e ir viver a vida como sempre quis: curtindo.

Quando você partiu, levou com você uma parte do meu coração que ainda tinha esperança de persistir na nossa história. Que ainda acreditava que podia dar certo. Levou com você a última chance que a gente tinha. Quando eu entrei no meu quarto, e as lágrimas insistiam em cair sem parar, a única coisa que conseguia pensar era em abraçar meu travesseiro e colocar para fora toda a dor que estava sentindo. E foi o que fiz. Fiz repetidas vezes, todas as noites, durante uma semana. Uma semana que parecia nunca acabar.

Mas acabou.

Não só a semana, mas também o amor.

Acabou o amor porque acabou o respeito, a consideração e vontade de estar junto. Acabou tinha tanto tempo... Só a gente que não viu. Ou fingiu que não viu. E a semana que demorou de passar foi necessária para me fazer entender que tudo acontece por uma razão. E que nem sempre relacionamentos são para sempre. O nosso não foi, mas em mim, sempre guardarei aqueles momentos em que fui feliz, a mágoa uma hora passa.

Continuo sem entender o porquê de você mentir, mesmo com a dor da descoberta, mesmo magoada e confusa, eu continuei esperando e me agarrando a um último fio de esperança na gente. Então não venha me dizer que se arrependeu agora que acabou, viva com as consequências da decisão que tomou. Porque mesmo depois de tudo, eu continuei ali, e foi você quem escolheu partir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.