Nova Perspectiva

28 de agosto de 2017

Das coisas que eu amo em você


Não me lembro da ultima vez que escrevi algo assim, se é que escrevi isso pra alguém algum dia, mas senti vontade... tudo bem, necessidade de mostrar esse sentimento e me fazer ler para alguém que pode estar sentindo o mesmo. Um misto de confusão, alegria, medo e amor. Quantas palavras diferentes juntas, não é? Mas o amor é assim mesmo. Diferente.


É por isso que, as vezes, quando estamos apaixonados sentimos necessidade de escrever. E é por isso que agora estou escrevendo isso. Pra organizar meu amor. Pra lembrar dos motivos de te amar.

Não que eu precise me lembrar de te amar, mas temos a tendência de esquecer detalhes, mesmo que esses façam a relação durar. E geralmente fazem. Como o fato de você me apoiar em tudo. Seja lá o que for. Nos sonhos mais loucos. Nas conquistas mais improváveis. Nos desejos mais insanos. Você não chega pra mim e diz que isso não dará certo, você segura minha mão e diz que vai ajudar. Você acredita. Você permanece. Você insiste. E isso é o outro motivo que me faz te amar. Sua insistência. Você é tão insistente quanto eu e quando quer algo vai até o fim. Até não aguentar mais. Até dizer que usou toda a sua força.

Eu amo você por sua proteção. Porque quando caminhamos você insiste em ficar do lado da rua pra me manter segura. Eu amo você por suas perguntas. Por seus recados curtos no meio do dia dizendo que me ama. Seu medo quando não mando mensagem avisando que cheguei bem em casa, sua preocupação sincera, seu desejo de me ver bem. Em todos os sentidos. Eu amo você por me querer do jeito que sou. Gorda. Magra. De cabelo bagunçado ou cheia de maquiagem. Você ainda vai olhar e dizer “puta que pariu, sou o cara mais sortudo do mundo”.

E além de tudo, além de me amar do jeito que sou, você ainda inclui meus defeitos. Porque não é amor se não for o pacote inteiro. Você se acostumou com minha teimosia, acha graça da minha birra, sente falta do meu não. Porque eu sou do contra, e quando você quer eu não quero. E mesmo assim você gosta. Porque se diverte, porque assim como eu, você aprendeu a amar seu parceiro do jeito que é.

E assim como você, eu aprendi que o amor é do jeito que acreditamos ser.

Único. Como esse texto. 

MEU LIVRO ESTÁ A VENDA NA AMAZON: COMPRE AQUI. 
ME ACOMPANHE: FACEBOOK | INSTAGRAM | BLOG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.