nome blog

24 de julho de 2017

Tudo bem ser trouxa

Tá tudo bem ter aquele título que todo mundo odeia: ser a trouxa da história. Tá tudo bem dar uma chance ao amor, se jogar de cabeça, conversar uma semana inteira sem parar e já escutar as musicas pensando nele. Tá tudo bem também, sonhar alto e quem sabe até com ele, pensar nas poses que vocês farão quando assumirem o romance, contar os detalhes de cada conversa para suas amigas e esperar sempre o melhor da outra pessoa. Tá tudo bem se doar, se deixar sentir tanto sentimento junto que você não consegue controlar e viver soltando aqueles sorrisos bobos quando o nome dele aparece na tela bloqueada do celular.

Você não pode se culpar por tentar. Por dar o seu máximo em cada cara que conhece e sempre se sair como quem acreditou até o último segundo que dessa vez seria diferente. A gente precisa colocar a mão no fogo, se arriscar pra vida e se permitir viver um pouco de adrenalina. O cômodo não te satisfaz e eu te entendo menina. Você cansou de esperar sentada as coisas acontecerem e foi lá buscar a sua felicidade. Não porque você procurava metade da laranja, mas porque já se ama tanto que está pronta amar alguém. Daqueles amores perdidamente apaixonados em que rola conversa até cair no sono, o bom dia assim que abrir os olhos e os encontros todos os fins de semana.

Pensa bem garota, quando as coisas começaram a dar errado, você pode ter a consciência tranquila de que tentou tudo o que pode, fez o que estava além das suas mãos e não precisa se preocupar com os arrependimentos da vida. Nem viver com aquela ideia de "e se". E mesmo com os choros antes de dormir e mais histórias de decepção para a sua coleção, você pode dizer com todas as letras de que quem errou, não foi você. Foi ele, com esse medo bobo de querer se envolver. Foi ele com essa mania de achar que o amor não existe e querer brincar com o seu sentimento.

Eu te garanto: você pode até ficar com o coração quebrado, mas uma hora o tempo se encarrega de curar suas feridas. Ele, por outro lado, não tem tempo algum que sare sua falta de caráter. Então, bola pra frente menina. Vai lá se apaixonar de novo. O mundo tá tão lotado de pessoas que têm medo de abrir seus sentimentos que quando aparece alguém, amando em intensidade como você, ele se cativa. Eu não sei da onde surgiu a ideia de que acreditar no amor é ser trouxa, mas já que essa é a ideia, tudo bem ser trouxa.


  • Se você gostou do texto, pode encontrar mais deles no meu blog, pode me ver no youtube e me acompanhar pelo instagram 

0 comente aqui:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.