Nova Perspectiva

10 de julho de 2017

Namore uma garota que escreve

Namore aquela típica garota que transborda pelas mãos sentimentos sem razão, que pensa com o coração e se arrepende, fugindo sem direção. Namore uma garota que saiba a diferença entre “Mais e Mas”, “Por que e Porque”, conotação, acentuação, vírgulas e parágrafos quase inexistentes. Namore a garota que vez ou outra faz poesia sem entender, que vê linhas sem ter e conquista sem perceber. Poeta nata e sonhadora sensata (não?), louca demais para um dia pensar que seu coração se encontraria em outros, em meio a rabiscos entrelinhas e palavras que seriam laços eternos de diversas aflições.


Se ela escreve ela brinca, com você, com os sentimentos, com as palavras, ela brinca com seu sorriso e com sua razão, fazendo rimas sem noção e botando novamente um sorriso por pura emoção. Eita garota! Esse tipo de garota sabe dar vida longa a um rei, rei do sentimento, “Vida longa ao sentimento!” 

Uma garota que escreve jamais copiará frases famosas de autores inevitáveis, você ganhará frases próprias feitas dentro de um pequeno coração. Mas afirmo com a certeza que terá que prestar atenção em seu olhar, pois ela vive a observar para escrever. Ela vai observar seu sorriso ao se acanhar, seu cabelo ao acordar e suas mãos tremulas ao encontrar. Ela vai te observar meu caro, mas só fará isso por te querer em um texto cheio de linhas tortas que tentará compreender. Mas quando ela (te) escrever tenha certeza que estará guardando você, pois quando ela escreve, é pra não esquecer.

Namore uma garota cheia de historias e belas palavras, que está doida para lhe ensinar o belo e o simples da vida. Namorar essa garota é namorar uma escritora que leu em algum livro e gostou, imaginando a sua frente. Esse tipo de garota vai te impressionar, pois ela tenta se atentando ao que você tem a mostrar. Namore uma garota que vai recriar seu olhar e escrever o que você proporcionou ao lhe tocar. 

Não se preocupe com as varias folhas amassadas que encontrará em seu quarto, no meio daquela bagunça, também se encontra a bagunça do seu coração. Uma garota que escreve não é nenhuma psicóloga, escritora famosa, cheia de “mimimimi”, muito menos intensa demais – Ok, talvez seja -, mas é uma intensidade boa. Afinal, tudo raso demais é doloroso demais quando você tem vontade de pular. Por isso são tão fundas, elas não querem seu medo no pulo. 

Desde criança nunca se importou com linhas, mas sim com o conteúdo que se encontra dentro delas. Se a historia for boa, para ela nunca terá fim. 

Namorar uma garota que escreve não é só namorar uma garota que sabe conjugar alguns verbos, ela sabe o que é regular e irregular… Ela só não sabe o porquê de tanta irregularidade. Namorar uma garota que escreve é aguentar ela falando que todo o texto que faz é ruim e desproporcional a suas expectativas, mas ela acaba aceitando por ter ficado bonitinho e cheio de rimas.

Se tem coesão e coerência, isso terá que descobrir sozinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.