Nova Perspectiva

25 de julho de 2017

Mangas esvoaçantes e um céu lindo

Dia desse fui com o boy na festa junina da Tattoo You lá em Moema, onde, em breve, eu vou fazer a minha primeira tatuagem (aguardem novidades). Aproveitei o friozinho de julho e a ocasião meio rock and roll pra estrear a blusa que o pessoal da Romwe me enviou no começo do mês. Pra completar, combinei com um jeans básico, desses que não podem faltar no armário, e uma sandália que eu não usava há séculos!!

Eu e essa blusinha preta foi uma história de amor à primeira vista. A manga dela é a coisa mais t-u-d-o que eu já vi nessa vida. O tecido é algodão, desses bem gostosinhos. Ela se ajustou no corpo do jeitinho que eu gosto, bem certinha, mas sem parecer que tá engolindo ou esmagando, sabe? A romwe sempre arrasa nas roupitchas!
A bolsa meio rosa bordô eu comprei em uma lojinha perto de casa, sem nome e sem site (pode isso, Arnaldo?) e foi tão baratinha que deu vontade de comprar uma de cada cor, pena que só tinha dessa mesmo hahaha. O brinco de argola e o anel de pedrinha são meu brinco e anel oficiais e já estão quase saindo andando, já não lembro onde comprei, mas provavelmente foi em uma loja de rua desconhecida também.
A calça jeans que eu uso de peça coringa foi presente. Essa sandália, coitada, me acompanha a mais anos que eu posso contar e não perde de jeito nenhum espaço no meu guarda roupa. Comprei em uma loja chamada William Calçados, na Vila das Mercês, em São Paulo.
Depois do estúdio, fomos ao Shopping Ibirapuera, céu tava tão lindo que não resisti e aproveitei pra tirar algumas fotinhos. Essa foi uma das minhas preferidas!! Fala sério, a manga dessa blusa não é demais? Nessa foto dá pra ver certinho como ela é grandinha e esvoaçante.
E pra fechar este post, segue a fotinho mais fofa que consta na história deste blog até hoje. Perdoem o clichê, mas to muito apaixonadinha mesmo hahahaha. Agora me contem, o que acharam do look? Usariam? Comprariam? Contem pra mim!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.