Nova Perspectiva

30 de maio de 2017

A verdade é que ela tem medo de se envolver


Eu também já sei de cor e salteado esse discursinho desapegado que ela prega por aí. Também já perdi a conta de quantas vezes ouvi ela jurando aos quatro ventos que não tem coração e que não acredita no amor e que detesta tudo o que é clichê. Já cansei daquele papo todo que ela conta sobre ser fria e não estar aberta pra encontrar alguém especial. É tudo muito bonitinho, muito cool, mas a verdade é que essa história toda não tem nada a ver com liberdade emocional ou gostar de aproveitar a solteirice ou qualquer coisa assim, a verdade é que ela tem medo de se envolver.

Sim, é isso mesmo moreno. Ela morre medo! Medo de sair do eixo e acabar se arrependendo depois, sabe? De abrir mão das suas certezas por alguém e acabar quebrando a cara. Ela tem pavor da ideia de se entregar pra outra pessoa e nunca mais conseguir ser sua, de abrir a casa pra quem só sabe fazer bagunça e ter de arrumar tudo sozinha depois. Ela tem essa pose de mulher maravilha, de indiferente, finge que é feita de rocha, se faz de durona, mas na verdade é só uma menininha assustada que vive fugindo do amor porque não sabe se consegue lidar com ele. É meio patético, mas ela tem tanto medo de não aguentar o tranco de um final ruim, que acaba nem acreditando que ele pode ser feliz.


No fundo, eu acho que ela só tá esperando por alguém que a faça sentir vontade de abrir mão de todas essas afirmações. Alguém que chegue de surpresa e tire tudo do lugar antes mesmo que ela tenha tempo de pensar em colocar pra fora. Ela garante que não tá afim de viver um romance de cinema, mas lá no fundo torce pra esbarrar em quem a faça sonhar acordada com aquelas coisinhas bobas que ela garante detestar. Eu sei que isso é meio contraditório moreno, ela paga de marrenta e banca a rainha do gelo, jura que não nasceu pro amor e coisa e tal, mas é doida pra encontrar a pessoa que vai desfazer o seu discurso desprendido só com um sorriso bobo.

Mas ó: não é qualquer um que vai entrar ali. Não é fácil invadir o coração dessa menina e não é qualquer um que vai estremecer seu mundo e fazer com que ela deixe de lado todo esse blábláblá. É preciso alguém que tenha coragem, que entenda que por baixo dessa armadura dura e feia tem uma menina linda esperando por alguém que ela sabe que vem, cedo ou tarde, vem e não vai desistir tão fácil. Ela precisa de alguém que insista, que não abra mão, que não deixe pra lá porque tá muito difícil conquistá-la. Alguém que fique quando ela mandar embora, sabe? Que não desista no primeiro não. Alguém que saiba que não vai ser fácil, nem um pouco, mas que por ela vale a pena continuar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.