nome blog

2 de fevereiro de 2017

Um brinde a amizade masculina

Mas o que vocês são?” perguntam todas as vezes que nos veem juntos andando pela rua. Respondo com a maior sinceridade “Amigos”. Posso jurar que se eu ganhasse um real pela cara de deboche que chegam a fazer, toda vez que escutam a palavra amigos sair da minha boca e aquele olhar de que não acredita no que eu acabei de falar...eu estaria rica. Mas é, acredite ou não, somos amigos. Sim, só amigos. E eu nem preciso começar a contar a nossa história sem que alguém interrompa no meio com um “mas vocês já ficaram?”. Não. Não porque eu não quero, ou ele não quer, não porque os dois não querem. Não porque os limites que temos um com o outro não ultrapassam a barreira da amizade. É tão difícil de entender algo tão simples?


E posso ser sincera? Um brinde a amizade masculina. Não que a feminina não seja boa, mas amizade entre homem e mulher tem aquele desequilíbrio em que um sempre será o mais grosso da relação e não importa quanto tempo passe, vocês vão brigar e meia hora depois vão agir como se nada tivesse acontecido, porque aquela mágoa não pega no coração. É sempre bom pedir conselhos para um cara quando você quer saber sobre os dilemas da sua vida amorosa, porque ele não vai aumentar sua auto estima para que se sinta bem com a mensagem que não veio, ele vai é esculachar o garoto que não te deu um retorno e depois vai brincar dizendo que você foi tão chata que o menino fugiu. Não tem mil planos com ele, ou é sim ou é não. Ele não vai arquitetar mil coisas, com ele é tudo muito simples, sem demora, fácil, ágil. E é tão bom ter alguém na nossa vida que não terá frescuras, simplesmente vai falar o que aparecer na cabeça.


Um brinde a amizade masculina que vai agir como se fosse seu pai ou irmão mais velho quando alguém tentar ficar contigo depois de ter recebido um “não”, ou vai atuar como um namorado e depois vai falar “de nada”. É que ter uma amizade com eles parece ser tão menos complicado. Não precisa ter mensagens todos os dias perguntando como está, é só aparecer de vez em quando, dar um sinal de notícias e sair para comer e contar as novidades. Em que ele vai contar sobre os mil romances desde quando pararam de se falar e de como acabou com os mil romances antes mesmo de começar. É ter alguém que vai fazer as piadas mais bobas que você precisa conter o riso para não gargalhar ou revirar os olhos quando ele fizer alguma coisa sem pensar, o que é quase sempre.


Um brinde aos garotos de nossas vidas que prometemos casar caso atingirmos uma idade X e os dois estiverem solteiros porque, não tem companhia melhor do que a dele, mesmo que você não admita isso para ele. E o mais engraçado é, que não importa quanto tempo de fato você o conheça, você tem certeza de que se conhecem desde pequenos por tanta intimidade que já compartilharam sem nenhuma segunda intenção. Porque amizade de garota e garoto existe sim, e nem venha me dizer que tem um apaixonado pelo outro, porque se tivessem já estariam juntos há anos. É amizade de irmão, é uma parceria sem limite. É aquela amizade que dá até orgulho de levar pra vida.

2 comente aqui:

  1. Eu também acredito muito em amizade entre homem e mulher ~ tenho vários amigos maravilhosos, que nunca tive intenção de namorar (e vice versa). Papo mais antigo esse, né?

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto. Me fez lembrar um amigo mto querido que já partiu. Nossa relação era exatamente assim. ���� e quando ele partiu ouvi que eu parecia a viúva no enterro, e ouvi novamente a pergunta,fala a verdade, vcs já tinha ficado. Poucas pedsoad entendem tamanha amizade e cumplicidade.

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.