Nova Perspectiva

9 de fevereiro de 2017

Um brinde a amizade feminina


Já perdi as contas de quantas vezes falaram “mas vocês vivem tão grudadas que até parecem irmãs”, pensando bem, ela é sim minha irmã. Uma irmã que eu tive a sorte de o caminho cruzar. Como pode, uma pessoa que aguenta minhas crises, meus momentos bobos, minhas recaídas com aquela pessoa que eu deveria ter esquecido e até os conselhos mais toscos que eu dou a ela quando me pede ajuda. Essa menina é um anjo na minha vida. Há quem diga que as amizades femininas são as mais falsas que você pode encontrar na vida, eu acho que, quem diz isso não achou uma amiga verdadeira como a minha, que não importa quantas vezes batemos de frente em certos assuntos, em 5 minutos ela faz tudo ficar bem e voltar ao normal. Até porque, ela pode sim discordar de mim, ela pode sim não gostar que eu faça tais coisas e depois até apontar “eu te avisei”, porque sei que, por mais que hajam brigas, ela quer sempre o meu bem.


Parece mãe as vezes, de tanto que pega no pé, que aconselha, que faz questão de saber todos os detalhes da minha vida. E parece que tem aquele sexto sentido dentro dela, porque sabe exatamente quando eu estou bem só pelo modo como eu falo. E por falar em sexto sentido, eita boca que ela tem, pior que mão quando fala pra levar o guarda-chuva porque vai chover. Quando o santo dela não bate com alguém e fala que vai dar errado, acredite, dá errado. Não que ela fale por mal, é aquele negócio dentro dela de querer me proteger de todo o mal. E eu sou igualzinha. É que ela é tão preciosa para esse mundo que dá medo de qualquer pessoa que ameace fazer mal a ela.

Ô amiga, eu queria mesmo era saber como te agradecer com tantos anos de companheirismo. Por todo o apoio que insiste em me dar e aquele banho de auto estima também. Porque você consegue me levantar de qualquer tombo que a vida me dê. Você tem esse dom de ver o melhor em mim, sem que eu perceba. E, ao mesmo tempo, você também não hesita em jogar as verdades na minha cara, porque é isso o que amiga faz. Não tem aquilo de “é minha amiga, ela está sempre certa”, você faz questão de deixar claro quando eu estou errada, faz questão de me ensinar a aprender com cada erro, ao mesmo tempo que me cuida como ninguém. Porque se alguém chegar a falar mal de mim, sei que posso fechar os olhos que você irá me defender, afinal, só você pode falar mal de mim naquele tom de deboche.


E não existe amizade mais sincera, amizade mais forte e amizade com mais parceria do que a nossa. Aquela amizade que já vira membro da família, que vale a pena manter e cultivar. Aquela amizade tão nossa, que nem tentando descrever chegará perto do que construímos juntas. Então um brinde a amizade feminina, um brinde a nossa sintonia, um brinde a nós. Que viramos uma só pessoa de tanto que você soma em mim a cada dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.