Nova Perspectiva

6 de fevereiro de 2017

Obrigada por tudo Deus

Perdi a conta de quantas vezes eu pensei em desistir só nos últimos meses. De quantos dias eu chorei desesperada, agoniada, achando que não ia dar, que eu não ia conseguir. Das noites em claro tentando encontrar uma saída de emergência pra fugir de tudo, pra me esconder do mundo. Perdi a conta dos momentos em que eu pensei em desabar, em jogar tudo pro alto, em me esquecer de ser forte. Perdi a conta do quanto eu enfraqueci, dos arranhões, dos machucados, dos hematomas. Perdi a conta dos momentos em que o peso foi tão grande que eu quase cai. Mas continuei em pé, erguida, firme, mesmo com os pés calejados, mesmo com o corpo todo doendo, mesmo com um nó na garganta de tanta lágrima engasgada. Eu continuei em pé, porque eu sempre soube que não estava sozinha.

O Senhor esteve comigo mesmo quando eu mesma já não queria mais estar. Ficou mesmo depois que todo mundo foi embora, que me abandonaram. Continuou quando as coisas ficaram piores, quando a tempestade veio, quando meu mundo desabou. O Senhor não me deixou sequer um milésimo de segundo e foi isso que me fez forte. Obrigada Deus, obrigada porque mesmo nas vezes em que eu não compreendia a sua maneira de agir e questionava revoltada o que é que o Senhor estava fazendo comigo, cê me manteve em pé. Obrigada por não ter desistido de mim quando eu virei as costas e resolvi fazer tudo por minha conta, sem respeitar o Teu tempo. Obrigada por ter me perdoado quando eu achei que não precisava da minha Fé pra ser grande, que podia me virar sozinha e deixei de lado a minha crença. Obrigada por estar comigo mesmo quando eu te acusei de ter me deixado sozinha, hoje eu sei que cê tava lá, que sempre esteve.

Obrigada por ter sido meus olhos quando eu estive cega e por ter me carregado quando eu não aguentava mais andar, agora eu consigo entender como foi que eu consegui chegar tão longe. Obrigada por ter estado comigo em todas as minhas crises de choro, de ansiedade e de medo. Obrigada por não ter soltado a minha mão quando eu comecei a acreditar que nada mais ia dar certo e por ter me feito confiar de que ia dar sim! Mas na hora em que tivesse de dar. Obrigada por ter me feito compreender que nada daquilo era castigo, que eu não tinha feito nada de errado, só precisava enfrentar alguns desafios pra merecer chegar onde eu devia chegar. E eu enfrentei, graças ao Senhor. Obrigada por ter me feito companhia mesmo quando eu perguntava onde é que você estava. Obrigada por ter me ensinado que ter fé, é ter confiança de se entregar completamente pra Deus sem questionar as coisas que estão acontecendo. Relutei, é verdade, mas quando eu descobri sua graça, me entreguei e hoje sou sua!

Obrigada por me permitir conhecer sua grandiosidade, por ter acreditado na minha garra quando eu mesma já tava me questionando se ia conseguir chegar até o final. Obrigada por não ter duvidado de mim. Nunca. Obrigada por ter me feito perceber que não basta a gente orar e pedir e implorar por algo, que nós é quem temos de ir atrás e provar que merecemos pra conquistar. Obrigada por ter direcionado o meu caminho até quando eu achei que estava andando pelo lado errado. As vezes fica meio escuro e esquisito e a gente não entende muito bem, mas no final tudo faz sentido. Obrigada por ter feito Senhor. Obrigada pelas dificuldades e provações e desafios, foram eles que me fizeram chegar até onde cheguei. Obrigada por ter me ensinado que a nossa fé não faz as pedras e os buracos desaparecerem do nosso caminho, mas nos deixa muito mais forte pra conseguir vencê-los.

Um comentário:

  1. Meu DEEEEEUUUSSSS que texto é esse?PERFEITO talvez definiria

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.