nome blog

18 de janeiro de 2017

Você me faz querer ficar

— Faz dias que eu to tentando te ligar.
— Eu sei.
— Sabe?
— Sei.
— Como?
Vinte e seis chamadas perdidas.
— Cê tá me ignorando de propósito?
— Talvez.
— Talvez!?
— É, talvez...
— Porra! Por que cê tá fazendo isso?
Porque é melhor assim.
— Melhor pra quem?
— Pra nós dois.
— De onde você tirou isso?
— Não importa, eu só sei que é.
— Claro que importa! Você não pode fazer isso. Você não pode resolver o que é melhor pra nós dois.
— Posso sim... e to resolvendo. Acredita em mim, é a coisa certa. Você vai ver.
— Pra você talvez, mas pra mim não! Caraca, será que cê não entende?
— Entendo. Claro que entendo! E é por isso mesmo que eu não quero mais... A gente vai acabar se machucando.
— Por que você não consegue acreditar em nós? É tão difícil assim?
— É... e cê sabe que eu tenho os meus motivos pra isso.
Não é porque deu errado outras vezes que vai dar com a gente.
— Já ouvi esse papo antes.
Sai da defensiva, eu to aqui até agora, eu to aqui porque eu gosto de você, porque eu quero você.
— Eu preciso desligar, outro dia a gente conversa.
— Vou continuar ligando, não adianta.
— Nem tenta, desiste antes que eu bloquei seu número.
Eu arrumo outro. Não adianta você ficar se escondendo, eu não vou desistir.
— Não tem no que insistir, cê tá fazendo isso sozinho.
— Para de fugir de mim! Eu sei que você quer também.
— Não posso, eu preciso ir.
— Por quê?
Porque você me faz querer ficar.
— Então fica.
— E se eu gostar?
Ai você me agradece por ser esse cara incrível.
— Idiota...
— Eu quero que você fique. E goste. Porque eu to aqui já faz muito tempo e só falta você chegar.
— Tudo bem.
— Tudo?
Espera um pouco mais, que eu já to indo.

0 comente aqui:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.