nome blog

1 de janeiro de 2017

Um recado pra 2017

Seja bem-vindo mas, por favor, chega devagar, sem pontapé na porta ou colocar a casa abaixo. A bagunça ainda tá grande, o caos começou a melhorar agora e movimentos bruscos podem colocar tudo a perder. O ano passado não foi fácil, mas sabe como brasileiro é, né? A gente cai, se quebra inteiro, fica cheio de machucado, mas não desiste não! Juntamos a força que fica e levantamos, nos reerguemos, recomeçamos. As feridas de dois mil e dezesseis ainda ardem, as marcas vão resistir por um tempo e sabemos muito bem que algumas coisas não se ajeitam do dia pra noite, num passe de mágica, só que a esperança de um amanhã melhor permanece, insistente, dentro de nós. E a gente confia em você!


Ninguém tá esperando coisas milagrosas da sua parte, sem chuva de ouro, paz mundial ou sei lá o que, fica tranquilo, não vamos te cobrar mais do que você pode nos dar e nem jogar em teus ombros toda responsabilidade pelas nossas vitórias, acho que todo mundo aprendeu muito bem que pras coisas darem certo nós é que temos de correr muito atrás, porque nada cai do céu sem que a gente se esforce pra merecer. Dessa vez, tenho certeza, as listas de pedidos foram diferentes, depois de tanto soco no estômago, como é que a gente podia continuar igual? Só desejamos um pouquinho de paz em nossos caminhos, tá vendo como é fácil? Queremos que você seja leve, pra que nesses próximos 365 dias consigamos colocar tudo no lugar de novo. A gente mesmo vai ajeitar a vida, basta que você ande sem atropelar ninguém.

A mega da virada já foi, sorte de quem ganhar na loto agora, mas o desejo de rechear a conta com vários zeros vai ficar pra dois mil e dezoito, neste ano basta que a vida volte a andar pra frente, sabe? Que haja emprego pra quem tanto bateu carteira atrás de um, porque o brasileiro cansou de ficar sentado, cansou de ver os dias passarem e nada mudar, cansou de não achar a luz no fim do túnel. Aliás, cê não precisa ser a luz não, basta ser o interruptor, aquilo que nos liga a claridade de novo. Que a gente continue se lembrando do poder que temos de transformação, revolução, seja pro lado que for, do jeito que for. Que o papo chato de direita e esquerda continue, porque triste é desistir de discutir, progredir.

Que os astros estejam certos e você seja realmente o começo de um novo ciclo e que seja um ciclo pra gente lembrar com carinho quando chegar o último dia de dezembro. Pode ter dificuldades sim, pode colocar umas pedras no nosso caminho, testar as nossas forças, a nossa vontade de vencer, mas, pelo amor de Deus, não seja tsunami, não vem com tempestade, desastre natural. Não causa destruição não, porque ninguém tá inteiro pra isso. Seja aquela resposta pra Fé que, apesar de tudo, a gente continua tendo. Seja a solução pros problemas que arrancaram tantas lágrimas de cada um de nós durante diversas noites. Seja a tranquilidade que faltou pra que deitássemos a cabeça no travesseiro e dormíssemos sem medo do mundo desabar em cima de nós. Seja bom. Só isso. Que a gente acredita em você.

0 comente aqui:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.