Nova Perspectiva

3 de dezembro de 2016

Um recado para o meu ex

Oi, tudo bom?

Desculpa ligar essa hora, é que a saudade não quis ir embora. E você sabe que eu sempre precisei do som da sua voz pra me acalmar. Sei que não atendeu essa ligação porque está dormindo, mas amanhã quando acordar, escute com carinho essa mensagem e se lembre de mim. Bom, eu e a insônia somos melhores amigas desde sempre né? Mas hoje ela tem um motivo. O motivo é você. Cara, você não sai da minha cabeça por nada no mundo. Já tentei de tudo pra me distrair. Levei meu cachorrinho no parque pra passear e o som das árvores balançando me lembraram aquela noite em que nos beijamos naquele parque.
Tentei também ouvir minhas músicas preferidas, mas todas elas me lembravam você de alguma forma. Se não pelas lembranças, pela letra delas que contavam praticamente a nossa história. Tentei fazer hambúrguer de soja que era a única coisa vegetariana que você comia comigo, lembra? Mas não deram certo. Esqueci eles no forno e queimaram todos, acredita? Olha só o que sua ausência faz comigo. Tentei cantar mas esquecia todas as letras na metade porque minha cabeça estava concentrada em outra coisa. Tentei arrumar meu quarto, mas acabei bagunçando mais e desistindo. Joguei todas as roupas no chão, deitei na minha cama e chorei. Chorei porque doeu essa saudade. Doeu essa insistência do meu cérebro de só se concentrar em você. Tantas coisas que eu queria fazer e ele querendo me lembrar você. Conseguiu. Você que sempre dizia que meu coração era teimoso igual eu. Realmente, ele é teimoso mesmo. Eu tentando ignorar você de mim e ele fazendo questão de acelerar como um batuque de escola de samba e me fazendo lembrar mais ainda de você. Do quanto eu gostava do seu jeito de acelerar meu coração.

Ai, me desculpa pelo desabafo a essa hora da madrugada. Você sabe que eu não sei falar pouco né? Mas fazer o que, se agora eu não tenho mais o seu beijo pra me calar. As minhas palavras estão sempre próximas á mim e falar de você me inspira. Você me inspira. A nossa história me inspira. Uma pena que depois que você se foi, tudo que escrevo tem sido tão triste. É que tem se tornado cada vez mais difícil pra mim escrever sobre amor, porque talvez eu tenha parado de acreditar nele. Sim, você ouviu certo, eu estou dizendo isso. Sei que parece meio louco ouvir isso da menina que tanto sonhava com um amor de verdade, que tanto acreditava nele e lia diversos livros de romance pra não perder as esperanças. É que agora essa decepção foi necessária pra me fazer cair com as asinhas que me levavam nas nuvens e me faziam acreditar nisso, no chão. Bati bem forte, me estraçalhei, doeu bastante. E não foi uma dor qualquer, foi uma dor tão profunda e ácida dentro de mim que parecia física. Sabe? Eu confesso que não entendo o porque de você ter me abandonado. Mas respeito sua decisão. Só que é inevitável pra mim sentir sua falta.

Eu sinto muita falta daquele seu cheirinho de xampu escorrido na nuca. Daquele seu abraço quente que por minutos levava embora todos os meus medos. Sinto falta de virar a noite com você fazendo maratona de séries no Netflix, onde você esperava eu me distrair pra jogar pipoca em mim. Se lembra disso? Ou então quando virávamos a noite escutando nossas bandas preferidas e conversando sobre o futuro que a gente tanto acreditava que passaríamos juntos. Pois é, você se esqueceu dele. Você esqueceu da gente e me largou aqui sozinha, com um coração que já não existe mais de tão estraçalhado que ele está. Você me largou aqui com um punhado de medo da vida, das voltas que ela da, do quanto o tempo transforma as coisas e as vezes pra pior. Eu vou te contar uma coisa, que talvez eu nunca tenha dito antes, o nosso fim foi a pior coisa que aconteceu em mim, sabia? Como se eu tivesse levado uma pancada bem forte dentro de mim e até hoje sinto os cacos caindo e a dor cada vez pior. Só que a diferença é que não existe remédio para o coração, para o que tem por dentro. Não existe remédio pra esquecer.

Eu precisava te falar essas coisas que já estavam entaladas dentro de mim. Agora preciso desligar pra não te atrasar pra ir pra faculdade. Por mais que eu saiba que provavelmente você já esta escovando os dentes e preparando seu omelete só com claras, porque viu que eu não ia parar de falar tão cedo. Mas, mesmo assim, preciso ir. Só queria que você soubesse que apesar de tudo que eu disse, sobre não acreditar mais no amor e tal, bem... eu ainda acredito no que eu sinto por você.

Só que hoje eu sei que não é amor.

Porque amor não fica em um só.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.