Nova Perspectiva

15 de dezembro de 2016

Seja o cara que é certo pra ela

Não precisa ser perfeito, nem chegar montado em um cavalo branco com um buquê de rosas vermelhas na mão. Pode dispensar o romantismo do século passado, aquelas frases prontas ensaiadas em frente ao espelho e todo aquele clichê que já estamos cansados de ver nos filmes de amor. Ela não quer viver uma história de cinema. Ela não tá nem ai se você é esquisito e se o seu cabelo é engraçado e se você não entende nada de economia. Ela não liga se você falar meio tropeçando e nem se caminhar de um jeito torto. Ela não se importa se você é meio bobo e gosta de umas coisas estranhas e tem as piores piadas do mundo. Ela não tá procurando um personagem da Disney, cansou desses amores enlatados que vendem na televisão, agora ela só quer alguém que não derrape na primeira curva e nem a faça escorregar antes mesmo da tempestade chegar.

Ela não vai exigir que você saiba cozinhar, nem vai querer que você a leve nos restaurantes mais caros da cidade pra comer pratos que nenhum dos dois consegue falar o nome, ela vai topar rachar uma pizza de mussarela com calabresa daquela pizzaria que tem na esquina da sua rua e vai te acompanhar nas garrafas de cerveja ao som de uma playlist de blues que ela criou só pra escrever sobre vocês e quando cês já tiverem embriagados o suficiente vão dançar e rodopiar pela sala até caírem no tapete bege que ela comprou em algum antiquário e passar o resto da noite por lá, rindo e brincando de amor. Ela não vai esperar por presentes que custem o dobro do seu salário ou por viagens internacionais e nem te cobrar surpresas gigantes, o que ela quer tá nos detalhes, no abraço demorado, na massagem nas costas que ela não vai pedir todos os dias, mas vai amar receber depois de um dia exaustivo de faculdade e trabalho e problemas com os chefes.

Pode dispensar a carruagem, o carro de som e desencana daquela serenata que você tava programando, ela não precisa e nem quer nada disso. Você não tem que ser o homem dos sonhos, cheio de qualidades e sem nenhum defeito, porque isso nem combina muito com o jeito dela. Cê pode falar palavrão, sair com os seus amigos, jogar futebol toda sexta-feira e ter um péssimo gosto musical. Não importa se você é meio atrapalhado, se nem sempre diz a coisa certa e se vez ou outra até fala algumas abobrinhas. Você não precisa declamar Fernando Pessoa, nem entender de literatura clássica, tudo bem se você não fizer ideia de quem são os grandes escritores da atualidade e se não tiver nem um pouco interessado nisso. Não precisa fingir que você quer saber, nem ser quem você não é só pra agrada-la, ela vai entender e mudar de assunto e vocês vão acabar rindo de outra coisa porque, no fim de tudo, ela ama mesmo o seu jeito desajeitado de dar risada.

É sério cara, ela não vai ligar se você for meio reclamão e não vai estar nem ai se você implicar com todas as ideias loucas dela, vai até achar graça nisso, só que você tem de apoia-la, mesmo quando achar que é a maior besteira de todas. Pode ser teimoso também e discordar de tudo o que ela falar, porque ela vai amar passar horas e horas tentando te convencer de que tem razão e se não conseguir vai acabar te dando um daqueles beijos longos e dizendo que você é impossível, mas a gente sabe, impossível mesmo é ela, e é isso que te atrai. Não precisa ser o homem mais inteligente do mundo, nem conhecer tudo de astrofísica ou sei lá mais o que. Cê também não tem que fazer tudo o que ela quer, mas quando ela quiser muito alguma coisa, se esforça e faz, porque cê não tem de ser perfeito, é só não ser babaca, sabe? Você pode errar, cair, cometer umas burradas, só não seja mais um otário que vai quebrar seu coração.

Ela quer o cara certo sim, e muitas vezes ele é justamente o cara errado, então seja o cara errado que é certo pra ela, sem malabarismos e shows pirotécnicos, mas com muita verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.