nome blog

22 de dezembro de 2016

A gente ainda vai ficar junto

Eu sei que muitas pessoas dizem que eu preciso desistir e que insistir no mesmo erro é burrice. Também me lembro de todas as coisas ruins que ja passamos e de todos as complicações que tivemos por culpa dos dois. Mas, seria egoísmo meu focar apenas nos momentos em que as coisas começaram a dar errado no nosso relacionamento e esquecer todo um passado que nós dois construímos juntos ao longo de tantos meses. Foram horas de conversa no celular até acontecer as primeiras paqueras e migrar para um amor desses de dar inveja em que quisesse assistir. Foram muitas conversas e confianças que eu só tive nos teus brações e você nos meus, tantas confissões e histórias que só dizem respeito a nós dois.

Posso dizer que você me ensinou muito sobre a vida um conjunto. Me ensinou a ver graça nos filmes românticos e até em entender o porque faz mais sentido eu te chamar de “amor” do que pelo nome. Me ensinou que os ciúmes na medida certa são realmente fofos e que eu não preciso ter medo de me jogar de cabeça, desde que fosse em seus braços. Contigo o relacionamento era como estar em um parque de diversões que a cada dia eu descobria um brinquedo novo e sentia a mesma sensação de frio na barriga quando escutei sua voz sussurrando no meu ouvido pela primeira vez.

Viver ao seu lado era isso, ter adrenalina, monotonia e um amor que nem que eu quisesse descrever eu conseguiria porque ele esbanjava pra fora de mim. Contigo eu me conheci como mulher, como uma pessoa mais corajosa a fazer o que eu tivesse de fazer porque eu sabia que se um dia eu fraquejasse você estaria me dando suporte. Você me mostrou um lado da vida que fazia tudo voltar a fazer sentido e a ter como casa o seu abraço apertado depois de um dia cheio de estress. Me fez ver graça nas coisas simples e as tardes de domingo nunca mais foram as mesmas sem você deitado no meu colo pedindo cafune enquanto assistia ao jogo de um time que você nem torcia.


Eu entendo que com tanta coisa acontecendo fomos obrigados a dar uma pausa nesse sentimento. Nunca porque não houve amor, mas porque eram tantos acontecimentos, tantos problemas surgindo, tantos novos desafios na vida de cada um que queríamos ver se conseguíamos lidar com esse mundo inteiro a nossa volta por conta própria e, por mais que eu tenha essa vontade de vencer todos os meus medos sem depender de alguém, a falta da tua mão na minha me provando que no fim, tudo acabaria bem me faz falta. Mas havia amor. Sempre houve amor.

E eu sei ainda vamos ficar juntos porque quando eu penso que tudo está indo de mal a pior eu procuro sua foto, leio as antigas conversas e te procuro pra saber como ela e sinto, que assim como eu, se tivéssemos um desejo seria arrumar tudo o que o tempo nos obrigou a desistir para enfrentarmos juntos. Então eu sei que algum dia ou de alguma forma o destino vai te colocar na minha vida de volta. Porque você sabe melhor do que eu rapaz, que nossa sintonia vai além de muita química, que no fim, a pessoa que vai estar sempre ali pra ti sou e vice-versa, porque ja estava escrito na nossa história que ficaríamos juntos e disso, eu tenho certeza.

0 comente aqui:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.