Nova Perspectiva

10 de novembro de 2016

Promete pra mim?

Promete que não sai correndo? Mesmo se eu confessar baixinho no teu ouvido que gosto de você? Mesmo se eu te disser que dia desses tava pensando nos filhos que nós vamos ter? Promete que fica? Mesmo se durante alguma briga eu te mandar embora e falar que não quero mais te ver? Promete que insiste? Mesmo quando eu bater o pé e cismar que a nossa história já deu? Eu preciso que você seja paciente, eu já esbarrei em pedras demais e deixei pedaços meus pelo caminho, pra mim, acreditar de novo é muito difícil.

Promete que mesmo quando o mundo tiver desabando, cê vai estar aqui? E que nenhum problema vai ser tão grande a ponto da gente não conseguir resolver? Promete que eu vou ter sempre seu colo? E aquele cafuné que só você sabe fazer? Promete que cê vai cuidar de mim? Eu sei que pareço toda forte e autossuficiente, mas eu to bem longe de ser esse poço de segurança que eu pinto. Eu morro de medo de tropeçar e cair de novo, porque eu já levei tantos tombos e ganhei tantas cicatrizes que, sei lá, parece que eu não vou aguentar mais um.

Promete que você não vai reclamar da minha TPM? Mesmo quando ela tiver insuportável? E que vai entender que alguns dias são mais difíceis do que outros? Promete que não vai ficar de joguinho? Que não vai me fazer acreditar naquilo que você não pode cumprir e nem fingir sentir o que não tá sentindo? Promete que não vai trapacear? Nem se divertir comigo? Eu já servi de brinquedo pra muito moleque, meu coração já esteve em caquinhos por conta de gente que não soube cuidar dele direito, e foi tão difícil consertá-lo depois...

Promete que você vai ficar ao meu lado? Por mais difícil e confusa que eu seja? Mesmo que eu dê problema de vez em quando e surte por nada e tenha vontade de sumir do mundo? Promete que cê vai me segurar com força preu não ir? E que se eu fugir, cê vai me ligar só pra dizer que não vai desistir de mim? Não importa o que eu faça, nem o quanto eu tente. Porque eu sei que vou tentar, não porque eu to te testando, mas por extinto. Eu vou tentar me proteger saindo de perto de você, porque pode não parecer, mas você é um risco pra proteção que eu criei em volta de mim.

Promete que não vai enlouquecer comigo? E que, se isso acontecer, vai ser do jeito bom? Promete se eu te tirar do eixo, você me puxa pra ir junto? Promete que as coisas vão dar certo? Porque, mesmo que o mundo vire do avesso, a gente não pode desistir da gente. Entende? Você promete? Eu sei que é muita coisa, mas eu preciso saber que eu posso arriscar. E então? Promete que, seja o que for, como for, no final ainda vai ser só nós dois?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.