Nova Perspectiva

27 de novembro de 2016

Parceira pra vida toda

Enquanto eu chorava desesperada por causa de mais um carinha idiota no banheiro da balada e você me abraçava sem dizer nada, nem mesmo que havia me avisado um milhão de vezes pra tomar cuidado com aquele papinho apaixonado dele, eu só conseguia pensar em como Deus foi bom comigo quando te colocou na minha vida. Se esse lance de vidas passadas é mesmo verdade, eu tenho certeza que na minha outra vida você foi minha irmã.

Cê me olha e eu nem preciso dizer nada porque você sabe exatamente no que eu to pensando agora e me responde com um sorriso meio de canto que pode não fazer sentido pro resto do mundo, mas é o suficiente preu saber que você acha o mesmo que eu. A gente se conhece nos detalhes, sabe o que a outra tem só pelo silêncio ou pela forma em que levanta uma das sobrancelhas. A gente descobre quando é tpm, empolgação, raiva e amor e a outra nem precisa falar nada pra isso. É aquele lance de sintonia, sabe? Coisa que nem os cientistas entenderam direito ainda. Uma parada de áurea, astral, intimidade.

Lembra quando eu te liguei às três da manhã numa quarta-feira aos prantos e você me respondeu "calma, eu to indo ai"? E você e veio mesmo. E de quando eu me meti numa baita encrenca e você aguentou a bronca comigo mesmo sem ter tido nada a ver? E das noites que a gente passou imaginando a nossa vida, o dia dos nossos casamentos e os filhos que talvez a gente tenha? Mesmo que na época a gente nem tivesse namorado, mesmo que a gente nem tivesse certeza de quem ia ser o cara certo e se ele realmente ia aparecer, nas nossas histórias imaginárias nós duas sempre estivemos juntas.

Perdi a conta de quantas vezes eu precisei e você esteve comigo, não sei se algum dia eu te falei, mas foi mais fácil levantar de todos esses tombos que eu levei porque sua mão sempre esteve lá, estendida, pronta pra me ajudar sem nenhum julgamento sobre o motivo pelo qual eu cai. Tem aquelas amigas que apontam o dedo e dizem cheias de orgulho "eu falei, não falei?" e tem aquelas parceiras que mesmo tendo falado só abraçam e fazem o mundo parecer um lugar bom de novo, você é uma delas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.