Nova Perspectiva

2 de novembro de 2016

Menina, o amor escolheu você

Depois de tantas decepções, parece que chegou a sua vez. Você estava distraída, né, olhando para os lados. Andando devagar, com as mãozinhas abandando, na esperança de que outra alma distraída segurasse nos teus braços e te convidasse para passear.

O amor escolheu você, é real, acredite. Chega a dar um frio na barriga, eu sei. De repente tem outra mão grudadinha na sua, fazendo cafuné, apertando de um jeito estranho e ao mesmo tempo gentil. E num instante você perde a noção de onde fica o chão e começa a voar feito passarinho.

É gostoso quando o amor nos pega de surpresa. Você fecha e abre os olhos para ver se não está sonhando. Não está, menina. O amor sorriu para você e agora resta saber se você vai sorrir de volta. Não é sempre que isso acontece — amor é coisa rara. Por isso, melhor aproveitar o passeio.

Não tenha dúvidas de que você merece esse amor. Seja por destino ou por acaso, não importa. O certo é que você estava por aí, caminhando sozinha, e agora tem a companhia de uma outra pessoa. Então voe, menina, nos braços desse amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.