Nova Perspectiva

16 de novembro de 2016

Ainda bem que você chegou.


Que bom que você chegou. Fiquei todo esse tempo te esperando. Achei que nunca mais fosse encontrar alguém assim, bem parecidinho comigo. Com as mesmas ideias, objetivos, viagens, músicas, gostos, livros, sonhos e coração.

Me guardei esse tempo inteiro, pois sabia que não seria atoa. Acreditei que, na vida e no mundo, tinha alguém esperando por mim também. Foi difícil chegar até aqui com toda aquela chuva, tempestade, furacão e ventania, mas deu pra segurar a barra, encarar os dias cinzas, lutar contra leões e ganhar aquela guerra por mim e também, claro, por você.

Eu sabia que Deus tinha algo de especial guardado pra mim fechado num baú com sete cadeados e que Ele só iria abrir e me apresentar quando fosse a minha hora exata. E vejo que o meu momento certo chegou quando eu te conheci naquele dia; linda, bela, simples e encantadora, do jeitinho que eu pedi pra Ele.

Não foi atoa que dispensei todas as outras pessoas. Não foi em vão ter me segurado, me cuidado, me prendido a mim, pois sabia que tudo tinha o seu tempo certo e que não custava nada eu esperar, afinal, quem tem pressa, sempre acaba se dando mal. E dessa vez, por incrível que pareça, eu me dei bem. Muito bem.

Obrigado por ter chegado assim; devagarinho e ter conquistado o seu espaço, o seu cantinho, a sua moradia, o meu coração. Vai embora não. Fica aqui até quando quiser, até quando puder, mas não se vá. Nunca. Até sei que não temos muito tempo para eu poder te dizer essas coisas, mas não precisamos de tantos anos para eu ter certeza que é você a pessoa certa. Tá na cara, no olhar e no coração que você veio pra ficar, e se for depender de mim, não irá embora tão cedo.

Acho tão lindo quando alguém sabe tocar em nosso coração sem quebrar, sem rasgar, sem fazer doer. É tão gostoso quando uma pessoa chega bem de mansinho, sem pedir licença, invade, domina, toma conta, deixando a gente voando ao céu, todo bobo, besta, alegre, sentindo aquele frio na barriga de como é bom gostar de alguém. E eu sempre gostei de sentir essa sensação. É maravilhoso quando a gente encontra alguém que sabe, de um jeito certo, nos encantar.

Obrigado mais uma vez, por despertar em mim, toda essa vontade de amar novamente que um dia eu tinha perdido por aí. Há tempos que eu não sentia o meu coração batendo fortemente dentro do peito me fazendo sentir como é bom ter alguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.