Nova Perspectiva

7 de setembro de 2016

Vamos aceitar que já sou independente de você?


Sério, o café com leite já está pronto e acredito que na próxima semana eu já vou acertar o tom que me agrada. A torrada já não queima, meu arroz não gruda na panela e meu brigadeiro continua melhor ainda.

Estou passando só pra dizer que estou indo bem.

Eu amei você. Nós fomos um casal perfeitos até o dia que você arrumou sua mala e partiu por aquela porta sem dar nenhuma chance pra nós dois. Você foi sozinho e eu fiquei com minhas lágrimas, dores, dúvidas e incertezas. Já não sabia como seria meu futuro sem você. Mas, eu percebi que a vida é um processo de renovação e somos mais fortes do que imaginamos. Depois de muitas noites mal dormidas, sequei meu mar de lágrimas e me desfiz da sua presença aqui. 

Doei suas roupas que ficaram, troquei o colchão, vendi os DVDs, aprendi a cozinha e descobri um novo hobby. Sério, eu já me inscrevi no curso de culinária. Fiquei com pena de vender o porta-retrato de Friends, mas era sua série favorita e eu precisei escolher outros novos seriados favoritos.

Eu estou dando conta do recado.

Advinha o que mais doeu no meu coração? Saber que você não acreditava em mim. Você pensava que eu ficaria perdida em um novo mundo. Quando eu aceitei mudar de cidade com você, eu realmente tinha planos para que nosso relacionamento fosse pra sempre, não foi. Tudo voltou a ser novo pra mim, mas eu aprendi a ter resiliência.

Apesar dos pesares, eu estou seguindo minha vida entre altos e baixos. Tem dias ensolarados, dias nublados e dias chuvosos. E todos esses dias proporcionam um novo aprendizado para mim. Viu, eu estou dando conta do recado.

Eu consigo ser feliz sem você.

Então, não adianta voltar meses depois achando que tudo está como antes. Não, não está. Eu percebi que você era minha zona de conforto, e hoje eu quero um mundo repleto de descobertas, quero viver histórias que provoquem uma saudade boa e quero conhecer pessoas que me façam transbordam.

Aceite, acabou a dependência, que eu achava ser amor, por você.

Um comentário:

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.