Nova Perspectiva

5 de setembro de 2016

Eu te avisei que ia seguir em frente


Não adianta querer voltar agora como se nada tivesse acontecido moreno, eu perdi as contas de quantas vezes eu te disse que uma hora dessas eu ia cansar de ficar esperando você se decidir entre a sua eterna inconstância de ir e vir, mas não conseguir ficar. Eu te enviei mensagens, fiz ligações, mandei indiretas e diretas, até pro mundo eu escancarei que do jeito que tava não dava mais, mas cê fez que não viu nada naquilo.

Não foi por falta de aviso que cê chegou tarde demais pra dar a sua resposta, não adianta reclamar como se você tivesse sido pego de surpresa. Não foi. Eu te alertei moreno, eu te mostrei de todas as formas que todo mundo tem um limite, que por mais fundo que o saco seja uma hora ele enche e que o meu estava perto de estourar. Foi você quem preferiu fingir que não estava ouvindo nada daquilo, foi você quem quis continuar se perdendo em festas e baladas e noitadas agitadas. Foi você quem escolheu me perder.

Eu não te implorei pra ficar, mas avisei que tava indo embora, avisei que tinha recolhido as minhas coisas e colocado tudo numa mala e que ia cair de cabeça em outros caminhos. Eu te disse que queria que você viesse comigo, disse que tinha espaço no carro e no meu coração, que dava pra gente tentar de novo, mas cê decidiu continuar com todo aquele papo de não querer se prender em ninguém e blábláblá, eu tive de aceitar. Uma pena que cê não se deu conta de que enquanto isso eu me soltava da gente.

Teu erro foi não ter parado pra me escutar, foi ter confiado tanto em si mesmo que não tentou sequer analisar a possibilidade deu estar falando sério. Deu realmente estar jogando a toalha. E eu tava, sabe moreno? Eu tava porque já não encontrava mais razões pra continuar lutando sozinha pra gente dar certo. Já tinha dado errado, não tinha mais o que fazer. Você agiu como se eu fosse estar pra sempre a sua disposição, só não funcionou bem assim, cê demorou demais e agora eu já não estou mais aberta pra você entrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.