Nova Perspectiva

28 de setembro de 2016

Eu te amo tanto que


Seria capaz de ir a pé daqui até os Estados Unidos só pra gritar em um inglês improvisado que "i love you pra caramba" enquanto você ri sentado num banco do central park e prova só mais uma vez a minha casquinha de baunilha. Eu te amo tanto que cantaria o hino da França ao contrário porque eu sei que é o seu preferido e você acha a história dele incrível e te emociona cada vez que toca na televisão e eu decoraria todas as músicas da sua banda preferida pra gente cantar juntinhos num show qualquer enquanto você diz que todas as músicas de amor são sobre a gente.

Eu te amo tanto que aprenderia sobre futebol e xingaria o árbitro quando ele roubasse pro outro time e dividiria as cervejas com você até não restar nenhuma na geladeira. Eu te amo tanto que rolaria bêbada pelo carpete da sala enquanto os nossos corpos se esbarram e a vontade de te ter aumenta. E depois te teria com a mesma sede de um lobo devorando a sua presa. Eu te amo tanto que te levaria café na cama num domingo ensolarado e sei que você não veria problema algum nas minhas torradas meio queimadas porque eu não entendo nada de cozinha. Eu te amo tanto que te confessaria os meus maiores medos e os meus sonhos mais bobos numa madrugada em que o resto do mundo perdesse toda a importância.

Eu te amo tanto que assistiria Star Wars e me tornaria uma dessas apaixonadas por filmes argentinos e documentários alemães e todas essas coisas estranhadas que só você adora. Eu te amo tanto que abriria mão da novela das nove só pra gente cozinhar juntinho mesmo que saísse uma merda e a gente acabasse pedindo uma pizza depois e rindo de tudo isso. Eu te amo tanto que esqueceria da minha dieta numa quarta-feira à noite só pra gente competir quem come mais naquele rodizio de japonês que abriu aqui na esquina. Eu te amo tanto que até faria um brigadeiro de sobremesa e a gente comeria abraçadinhos na cama vendo alguma das nossas séries favoritas.

Eu te amo tanto que escalaria o Everest de mãos dadas com você só pra gente chegar lá em cima com o coração na boca e eu poder te dizer que é assim que você me deixa todos os dias quando você olha dentro dos meus olhos e faz os meus pés saírem do chão. Eu te amo tanto que escreveria seu nome em todos os muros de São Paulo só pra lembrar de você onde quer que eu fosse. Eu te amo tanto que me atrasaria todos os dias pro trabalho só pra poder te beijar um pouco mais e te amar um pouco mais e me entregar um pouco mais. Eu te amo tanto que escreveria um texto de amor todos os dias falando de você mesmo que isso seja um pouco piegas.

Eu te amo tanto que acabei ficando presa aí dentro e mesmo sendo um pouco claustrofóbica já não quero mais sair daqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.