Nova Perspectiva

8 de setembro de 2016

Estar junto não é físico

Você está presente assim que eu abro os olhos e lembro de cada detalhe do teu rosto, está presente no minuto em que eu largo a preguiça na cama e saio em busca do meu celular antes de escovar os dentes para desejar bom dia, está presente nos elogios que me faz as seis horas da manhã me chamando de linda mesmo com a minha cara amassada e o cabelo desgrenhado, está presente no meu primeiro sorriso do dia quando eu vejo seu nome no visor do celular, está presente no café que eu tomo todos os dias e me faz lembrar que você prefere chá porque o café é amargo demais. Está presente quando eu me arrumo e saio de casa imaginando quando que eu vou poder usar tal roupa que eu vi largada no guarda roupa para te ver, porque ela só pode ser usada em um dia especial. Está presente no trânsito que eu pego todos os dias e me estresso mas escuto a nossa música no fone de ouvido e automaticamente entro em uma paz imaginando eu e você.

Você está presente no meu dia corrido, lotado de aulas e coisas para fazer e que mesmo assim ainda largo tudo para dar uma atenção especial e te responder com carinho, está presente nos sorrisos bobos que eu solto quando você conta qualquer piada e minhas amigas dizem que eu só posso estar falando com você para agir assim. Está presente em cada segundo do meu dia que eu corro para te contar qualquer situação que acabara de me acontecer. Está presente nas minhas mudanças repentinas de humor e me mantém no eixo até quando eu suspeito que não consigo fazer mais nada. Está presente na vibração do celular em que eu sinto e estou andando pela rua e não posso responder pelo medo de ser assaltada, mas que eu sinto e sei que é você. Está presente nos casais que eu vejo durante o dia e imagino quando eu vou te ver para realizar todos os planos que eu faço é refaço na minha cabeça sem parar. Está presente nas conversas nas quais eu faço questão de te usar como exemplo ou quando eu lembro que você tem um amigo que daria super bem com uma amiga e já armo um encontro de casais na minha cabeça.

Você está presente quando eu chego cansada e consegue me fazer bem, está presente no lanche que eu resolvi comer na janta sabendo que você jamais aprovaria a minha comida porque você segue a linha de comer tudo certinho. Está presente quando eu me jogo no sofá e assisto qualquer minissérie/novela que passa pela televisão e começo a sentir frio e imagino que se você estivesse comigo poderia me abraçar e tudo ficaria certo. Está presente quando eu decido tomar um banho quente e você reclama que não sabe como eu não derreto de tão quente que eu saio do chuveiro ou reclama que eu demoro muito porque eu tive que lavar o cabelo, está presente quando eu deito na cama e respondo suas mensagens até cair no sono e você nem fica mais bravo porque sabe que eu estava acordada só para falar com você sem me importar com as horas que eu irei acordar no outro dia. Está presente nos meus sonhos e lembranças que a minha cabeça faz questão de reviver a cada madrugada.


Está presente nesse ciclo infinito que a minha vida se monta a cada dia, está presente nos dias que eu conto para te ver novamente e nos abraços que eu conto durante os dias que eu preciso te dar. Está presente quando eu imagino o som da sua risada, o seu toque na minha pele, o seu sussurro no meu ouvido e o gosto do seu beijo. Está presente em todas as vontades que eu tenho de largar tudo e ir morar no teu cheiro e aconchego que me trás. Você está presente a cada passo, a cada risada exagerada, a cada ligação antes de dormir, na letra de todas as musicas de amor, nos personagens de todos os filmes românticos. Você está presente em todos os lugares, porque estar junto não é físico. E nunca será.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.