Nova Perspectiva

16 de setembro de 2016

Ela é de humanas


Ela não sabe bem o que fazer da vida. Nunca se preocupou muito com o futuro, está sempre focada em viver o agora, porque sabe que o que vem pela frente é consequência dos seus atos no presente. Já pensou em ser veterinária, arquiteta e astronauta, mas desistiu pois já vive no mundo da lua. Sua mente está sempre nas nuvens, mas sabe a hora certa de deixar os pés no chão. Pode até ser um pouco teimosa quando insistir em te convencer que menos é mais, é que ela nunca precisou de muito para ser feliz. 

Aproveitar o melhor que a vida tem para oferecer é seu maior objetivo. Não vai ligar para o seu orçamento, nem quantos zeros a mais tem na sua conta bancária, ela vai ligar para o tanto que cabe no seu coração. Não espera que você chegue com um buquê de rosas, chocolate e joias. Não irá se sentir confortável, caso você insista em levá-la naquele restaurante argentino e caro. Não vai notar a marca do seu carro, muito menos se o banco é de couro e o ar condicionado é potente. Mas ela vai amar ser surpreendida com um bilhetinho escrito no guardanapo, que você rascunhou naquela noite em que saiu com os amigos e morreu de saudades da presença dela. 

Na maioria das vezes você vai encontrá-la com um livro na mão e outro na bolsa, isso porque ela tende a ser um pouco indecisa e lê vários livros ao mesmo tempo por ter uma sede gigante de abraçar o mundo. Age pelo coração, é sempre a voz mais alta que ela vai ouvir. Sente por todos, tem empatia, é altruísta e se importa com tudo, mesmo que não preste tanta atenção o tempo todo nas coisas que você diz. É que ela vive num mundo só dela, moço, é mulher profunda, intensa e no mesmo piscar de olhos que a tira da sua realidade, ela volta ao normal. Volta e te olha sorrindo, porque aquele sorriso é seu cartão de visita. É bem-humorada e transmite tranquilidade com a leveza quando você a vê passar. 

Detesta confusão e se mantém longe de pessoas que sugam sua energia com reclamações constantes, fofocas e mesquinharias. Está sempre cercada de gente alto astral, valoriza a presença daqueles que a fazem sentir-se melhor, porque é por eles que valem a pena lutar. Ela é paz de espírito, é brisa leve na manhã preguiçosa de domingo, é fogueira de noite fria. 

Ela vai demorar a te responder que horas são, nunca foi boa em lidar com números, somas e lógicas. A única lógica que ela sabe é que a vida é curta e rápida demais. Se quer conquistá-la, saiba fazer um bom café. Descubra se ela prefere aqueles fracos e ralos, ou se gosta daqueles que são como ela: fortes e intensos, mas levemente adocicados. Entenda que em alguns dias ela trocará o café pelo chá, por ter uma leve neura com o peso, mas logo no final da noite ela lembrará que números na balança não significam nada e vai pedir uma cerveja gelada para comemorar a vida. 

Gosta de viajar, conhecer lugares e culturas diferentes. Um dos milhares de sonhos que carrega em si é viver pelo menos uma fase da vida apenas com uma mochila nas costas, sem medo do que irá enfrentar. Está sempre em busca de músicas novas e sentimentos regados a borboletas no estômago. 

Ela é sinônimo do amor, moço. Ela é simplicidade pura. Ela é dela. Ela é alma. Ela é humana. Ela é de humanas.

4 comentários:

  1. Esse texto é perfeeeito *-*
    Me descreveu perfeitaaamente!
    Todos os dias eu visito a página, tantos textos lindos! Vocês estão de parabéns!!

    ResponderExcluir
  2. Maaaaaa! que texto INCRIVELLL!!! Me vi nele!!!! Me autoriza a postar em minha timeline e fanpage, te dando tooodos os creditos do mundooo com certeza?? please!!!

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.