Nova Perspectiva

10 de agosto de 2016

O nosso último beijo


Eu te vi naquela mesma padaria conversando com os mesmos amigos. A risada dominava a conversa e, dentro de mim, fiquei feliz por te ver assim, feliz. Faz tempo que já não estamos mais juntos e eu nem devia estar te olhando desse jeito. 

Ao contrário do que todo mundo pensa, eu desejo o seu bem. Não quero te ver mal nem nada parecido. Longe de mim querer que você fique na pior só para eu que passe por cima.

Nossa história acabou. Não estamos mais juntos. É isso.

Uma pena que as pessoas não entendam que quando acaba não significa que não deu certo. Deu certo sim. Pra gente, deu muito certo. Mas, não era pra gente permanecer juntos hoje ou amanhã. Quem sabe, no futuro distante.

Assim como não posso mentir e dizer que foi tudo bem quando encerramos nosso capítulo, a nossa história. Doeu tanto que eu nem acreditei que fosse passar. Hoje, ficaram as lembranças e memórias de uma história que vivemos o máximo que pudemos.

Ao te olhar, assim, de longe, eu te mando um beijo, e que a brisa leve até você. Estou em paz comigo mesma e com a nossa história. Escrevemos uma história bonita até onde podíamos e fomos tão sinceros um com outro que não deixamos que o tempo e as brigas apagassem o que construímos.

Me despeço da sua imagem e antes de ir, percebo que o vento levou meu beijo até você. Tenho a certeza quando te vejo perdido da conversa, procurando alguma coisa do outro lado da praça, e nossos olhares se cruzam e você sorri pra mim, eu aceno de volta.

Nosso último beijo, nossa despedida e a certeza que bons ventos sempre sopram ao nosso favor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.