Nova Perspectiva

28 de agosto de 2016

Gabriela

Já dizia a música, ela nasceu assim, ela viveu assim, vai ser sempre assim. E nem ouse mudar a cabeça dessa garota porque ela tem a cabeça toda pronta e não gosta de ser influenciada. Se ela acha que algo está certo seus argumentos vão entrar pelo ouvido dela e sair como se fosse nada. Porque meu amigo, quando ela sabe de algo, ela sabe e nem entra em discussão porque você sabe que vai perder, quando você chega com uma ideia ela ja contrapõe com três. Cheia de cartas na manga. Coração só abre pra quem ela acredita que vale a pena, não gosta de se permitir a quem não merece, cheia dos sentidos apurados, das observações além das palavras e da intensidade na alma.

Ela odeia joguinhos, odeia meias palavras, meias conversas, meias pessoas. Com ela tem que ser tudo muito bem explicado do começo ao fim para que não aja maus entendidos. Nem venha com enrolações que ela se cansa fácil de pessoas que não chegam direto ao assunto, com ela ou é ou não é. Ou vai ou fica. Porque se for para ficar em cima do muro ela nem abre a porta de casa. Ela não é muito paciente com as pessoas, não costuma ter muito tato para lidar com frescuras e gente mimada, ela precisa de gente com mente aberta, pessoa que traga segurança, que traga verdade e sinceridade, pessoa que mostre a ela que se permitir é melhor do que se guardar em uma caixa, pessoas que a façam sentir viva. E não precisa inventar muitas coisas, uma corrida até a padaria para tomar café, uma noite olhando as estrelas já a mantém interessada. Apaixonada pelas coisas simples da vida, apaixonada por abraços apertados e por andar de mãos dadas. Não precisa mostrar toda a felicidade em mil redes sociais, acredita que o sentimento bom é aquele guardado porque dura mais.

Odeia depender das pessoas, ama fazer as coisas sozinha e da sua forma, no seu tempo, sem pressão. Prefere fazer sozinha e refaz quantas vezes achar necessário até encontrar o ponto perfeito. Mesmo sabendo que a perfeição não existe, ela precisa chegar o mais perto possível. Apegada mais as suas coisas do que as pessoas, adora o seu canto, seu mundo seu espaço. Adora ter a sua paz de espírito e as madrugadas em que pode sonhar acordada com o que vai fazer da vida. Sonha alto e já se coloca no chão, não acredita que as coisas acontecem do nada então já planeja tudo o que é necessário para que se torne. Ela não acredita em fantasias, por isso aposta no real e valoriza tudo o que há de real em sua vida, principalmente seus sentimentos, ouve sempre o seu coração.


Acredita em amor acima de qualquer coisa, mas antes de qualquer amor, o próprio. Antes ser inteiro do que ser metade de alguém. Então se ama, desde os defeitos até a qualidade e se alguém conseguir amá-la na mesma intensidade que ela mesma, então aí é um relacionamento saudável. Ela, apaixonada pela arte de romancear a vida e acredita que finais felizes existem sim. Mas não se deixa levar por isso, seu gênio é forte, é invencível e conquista-la é um desafio, mas é ela, tão única, tão Gabriela, que ficar sem ela não está nos planos.

3 comentários:

  1. Ameeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

    ResponderExcluir
  2. Maria Gabriela calixto24 de setembro de 2016 23:12

    Me definiu tanto ����

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.