Nova Perspectiva

28 de agosto de 2016

E se você tivesse uma segunda chance?


Você bateu a porta e jurou nunca mais voltar.

Entre todas as coisas que senti, saber que você jamais voltaria foi a mais reconfortante. Chega uma hora que não dá mais para continuar achando que está tudo bem, porque em um momento o nosso mundo desaba, aquela construção que sustentava nossa alma simplesmente cai por terra, e toda vez em que isso acontecia, era eu a única machucada da história, a única que sempre chorava no final. 

Uma vez você me disse que é preciso pendurar a alma do varal e esperar que todas as coisas ruins sejam evaporadas para longe. Suas palavras martelaram meus pensamentos durante um bom tempo, e me perguntei se seria possível pendurá-lo no varal e esperar que você sumisse de uma vez por todas. 

A garota de antes já não existe mais, sabe? Não sei se contaram a você, mas ela mudou muito mais do que a cor do cabela, mudou a alma, e é uma mudança que não tem como voltar atrás, não importa o que digam. Se a gente permitir, os nossos erros se transformam em belas desculpas para nunca tentar, e foi exatamente isso que você fez, jurou que seguraria minha mão quando o céu se escurecesse e as constelações se apagassem, mas foi o primeiro a correr; ao invés de lutar, deu as costas.

Eu estava distraída demais para prestar atenção no seus erros, porque uma parte de mim só tentava encontrar algum acerto em suas atitudes; foi difícil acreditar que havia uma barreira  impossibilitando meu coração de encarar a realidade, ao invés de apenas sentir tanta coisa que eu mesma alimentava. Ahh, foram tantas expectativas quebradas, será que você se orgulha de todo esse estrago que causou em mim?

Hoje me veio uma lembrança sua, algo passageiro e repentino, de quando andávamos de mãos dadas por aí, querendo se jogar no mundo sempre que possível, tentei apagá-la assim que percebi que se tratava de um pequeno vazio aqui no peito, mas a lembrança se apoderou de mim da mesma maneira que você fez há alguns anos.

Será que você se arrepende de nunca ter vindo consertar os seus erros? Será que por um segundo você consegue entender a dor que causou em mim? Será que você tem consciência que estragou um sentimento lindo, que você destruiu um jardim inteiro por causa de suas atitudes, que tirou os dias que restavam para a primavera? E se você tivesse uma segunda chance, para onde você fugiria?

Um comentário:

  1. "Eu estava distraída demais para prestar atenção no seus erros, porque uma parte de mim só tentava encontrar algum acerto em suas atitudes; " Esse texto resume minha situação, estou apaixonada! Simplesmente maravilhoso
    https://setudopodeser.blogspot.com

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.