Nova Perspectiva

10 de julho de 2016

Você ainda vai se arrepender de tudo o que me fez


Vai ter um dia em que você vai olhar pra trás e se perguntar onde é que foi que cê errou. Pode ser que demore muito, que eu já nem pense mais na gente e nem espere mais pelo momento em que você voltará, mas não tem problema, porque eu sei que de repente cê vai acordar com o peito apertado e o estômago vazio sem entender direito o que é que tá acontecendo. Vai sentar na beirada da cama procurando por algum resquício do meu cheiro e vai se desesperar quando se der conta de que ainda lembra exatamente do gosto que tinha o meu beijo. Cê vai tentar desvendar o que foi que você fez que acabou estragando tudo. Mas, apesar de passar horas e horas tentando achar explicações, você não vai entender. Nem no dia seguinte e no próximo e no próximo. Você nunca vai saber o que fez de errado, porque só quem sente sabe explicar o porquê é que o calo aperta. E ele aperta em mim.

Fui eu que passei noites e noites chorando enquanto esperava por algum sinal seu, qualquer um que fosse. Eu só queria algo que me convencesse de que cê não tava mergulhando em outros braços enquanto eu transbordava de desejo por você. Ainda que eu soubesse que você não estava mais sozinho. Ainda que te esperar fosse um erro e eu devesse te deixar pra lá. Mesmo que eu tivesse certeza de que você continuaria neles pelo simples prazer de conhecer outros corpos. Fui eu que tracei planos e projetos e metas e cuidei pra que saísse tudo da forma mais perfeita até que você tratou de destruir o que eu tinha feito até então. Fui eu que tive de me virar do avesso pra abrir espaço pra você entrar com todas as suas gavetas abertas porque você era imponente demais pra se fechar em mim. Fui eu que sofri e chorei e achei que não suportaria, mas tudo bem, porque no fim é você quem vai se arrepender.

Eu sei que isso parece improvável agora, até meio sem sentido, e talvez soe imponente da minha parte afirmar com tanta certeza que você vai querer voltar no tempo, mas no dia em que você me encontrar desfilando pela rua de sorriso de orelha a orelha e braços dados com outro cara cê vai perceber que era pra ser você ali. E que no fundo cê queria que fosse. Você vai olhar pra ele e sentir raiva por não ser você quem recebe os meus beijos de boa noite, nem minhas cartas de amor ou o meu sorriso apaixonado. Vai sentir raiva porque não vai mais ser você o dono dos meus pensamentos e do meu olhar e do coração que eu guardo aqui no peito. Não vai ser você. Mas vou ser eu, ali na sua frente vivendo com outro o que você sempre quis viver comigo e nunca se deu conta. E quando a ficha cair e o mundo fizer sentido, já vai ser tarde demais pra voltar atrás e eu vou amar te ver lamentar por tudo o que você me fez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.