Nova Perspectiva

8 de julho de 2016

Segue em frente, garota


De repente você está parada no meio da rua com os olhos cheios de lágrimas porque viu um carro igual ao dele passando. Ei, pode parar. Não era ele. Só o carro era igual e isso não significa absolutamente nada. Continue nos seus passos acelerados. Ele foi embora, mudou de cidade e país. Não foi isso que a gente combinou? Esqueça quem esqueceu de você primeiro.

Você não pode sair por aí procurando-o em cada canto da cidade. Lembra que tem você uma vida inteira pela frente? Não só você, mas ele também. Ambos precisam seguir seus caminhos e pelo visto, não foi na mesma estrada. Não é porque seus caminhos não foram os mesmos que você vai ficar chorando aí. Anda, continue caminhando. Já está atrasada para o trabalho.

Enxugue suas lágrimas antes de atravessar essa porta de vidro. Dê aquele seu sorriso cativante para secretária. A gente nunca sabe como está sendo o dia do outro, o mínimo que podemos fazer é deixar uma forma de carinho. Vá para a sua mesa e prossiga nos seus projetos de hoje. Você não pode perder mais tempo pensando nele. Certamente, agora ele está seguindo sua vida e você deve fazer o mesmo, ok?

Eu sei que dói, parece que uma parte de dentro de nós foi arrancada a força, mas a vida é assim mesmo. Ela nos dá o doce mais gostoso e depois nos tira, sem dó. Você acha que não vai aguentar, que está doendo demais e que nunca vai passar. Só que aguenta, você é mais forte do que jamais imaginou e cá entre nós, você pode achar que não, mas vai passar por isso diversas vezes.

O que vai restar são só lembranças. Fragmentos da memória que sempre vão estar presentes, te mostrando o tanto que você era feliz e não sabia, ou até mesmo sabia, só que o outro não. Com o tempo, esses fragmentos não vão ser constantes como agora. Você deixará para trás aos poucos do mesmo jeito que esqueceu aquela sua roupa preferida quando cursava a faculdade. E o que era tão presente na sua vida, não será mais que um mero passado. Você vai superar isso também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.