Nova Perspectiva

11 de julho de 2016

Como eu perdi quase 20 quilos em três meses



Desde o começo da minha pré-adolescência eu descobri na balança uma inimiga. Comecei a engordar depois dos doze anos, antes disso eu era outra dessas meninas que a sociedade considera padrão, nem muito magra, nem muito gorda. Aos 15 eu já estava naquela faixa chata que a gente chama de sobrepeso. A razão era óbvia: falta de controle. Eu comia sem fome, por tédio, ansiedade, preguiça, gula. Eu comia por comer mesmo com a barriga lotada. E isso foi acumulando dentro de mim. 

Look Fitmoda
Apesar das inúmeras tentativas (erradas) de emagrecer, o ponteiro parava cada vez mais alto. Fiz todas as dietas que vocês podem imaginar, daquelas em que a gente passa o dia comendo apenas bochada água e sal, a da sopa Vono de pacotinho, aquela da papinha de bebe que virou febre entre as famosas, a da fruta, do carboidrato, dos pontos. Dos quinze aos dezenove eu passei por quase tudo o que a internet sem responsabilidade nenhuma ensina meninas fazerem.

Resolvi me aceitar perto dos vinte, depois de mais uma tentativa de dieta frustrada. A questão dos métodos que eu escolhia era que uma hora a fome apertava, saca? E então eu me descontrolava e comia tudo o que estava na minha frente. Fora os momentos em que a tentação era grande demais preu ficar só com o meu pedaço de maça. Dietas restritivas são uma merda pra quem tem a necessidade que eu tinha de comer certas coisas.

Assim que eu aceitei meu corpo como ele estava, ou seja, acima do peso (e eu ainda não entendo quem definiu essa faixa "saudável" que o mundo manda a gente seguir), comecei a sentir fortes dores no estômago. Não, a minha gastrite não teve nada a ver com o meu estilo de vida, mas pra curar aquelas cólicas insuportáveis eu precisei mudar algumas coisas. Quando me perguntando "por que você resolveu emagrecer?" eu costumo responder que eu não resolvi, pela primeira vez em sei lá quanto tempo eu só emagreci.

Beleza, mas o que foi que você fez Gabi? Restringi o consumo de doce, de fritura, abandonei os refrigerantes e trouxe pra mais perto de mim os alimentos naturais. Comecei a conhecer receitas de doces leves, com pouco açúcar e pouca gordura, os pratos de casa passaram a ser preparados de forma mais saudável e aos poucos comecei a sentir que além da gastrite controlada eu também estava perdendo peso. E sem esforço nenhuma,

Look Fitmoda
Comecei a ver a minha comida não como um lugar em que eu descontava meus sentimentos, nem como uma coisa que tinha de ser restritiva e cheia de regras, mas como uma parte de mim. Afinal, nós realmente somos aquilos que comemos, certo? Não abri mão do meu chocolate, da minha batata frita e nem daquela cervejinha, mas agora tudo está balanceado, porque o problema é o excesso das coisas, tanto que fazem mal, quanto que fazem bem.

Tá ok, mas foi só isso? Não, claro que a gente sempre tem umas dicas, não é!? Quanto a minha gastrite ficou controlada eu tinha perdido 10 quilos, mas queria continuar naquele ritmo e eliminar mais alguns, como nunca fui fã de academia (leia-se: exercícios físicos) resolvi tentar algo que me animasse mais. Comecei a fazer caminhadas alguns dias da semana, a acompanhar canais com exercícios pra fazer em casa e aulas de dança. Com o tempo comecei a dar pequenas corridinhas e to evoluindo, viu? 

O esporte também foi algo que nessa mudança veio pra somar em mim. Comecei a adorar a endorfina, como moro em um lugar que tem bastante área verde é uma delicia sair no começo do dia ou no final da tarde, além de fazer um bem danado pro corpo isso também acaba reenergizando a alma. Se você quer mudar o seu estilo de vida, procure coisas que você goste, faça exercícios, mantenha o corpo ativo e se alimente com cuidado.

Look Fitmoda
Se quiserem mais postagens sobre este assunto deixem nos comentários, posso dividir meu cardápio, algumas receitas e até dicas de produtos!! No snap vira e mexe eu passo alguma dica, se você não segue vai lá: falabibielaa

Ps: Os looks que fizeram tanto sucesso lá no instagram (@falabibiela) são da loja FITMODA, eles vendem online e o preço é tudo de bom ;) se quiserem conferir o instagram e o facebook da loja vale a pena, também rolam várias novidades por eles.

4 comentários:

  1. Adorei as dicas, pretendo perder uns quilinhos com algumas pequenas mudanças e foi muito incentivador ler o seu texto. Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom linda! Sucesso nessa caminhada, vai dar certo <3

      Excluir
  2. gabsss seus resultados foram rápidos!
    o máx que consegui foi eliminar 8kg em 1 mês. exclui o refri pra sempre e troquei o arroz branco pelo integral, mas é claro que aquele chocolatinho continuou reinando né hahahaha
    acredito que o maior contribuinte tenha sido o emprego daquela época - oh céus! aux de produção definitivamente não é pra esse ser aqui - me movia o tempo todo...
    parabéns o maior bem é o que nos faz sentir bem <3

    bjjjjj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo coisas integrais Eli, embora digam que caloricamente é muito semelhante eu sinto meu corpo processar muito melhor alimentos deste tipo!!

      Com certeza, nada melhor como estarmos em paz com nós mesmos <3

      Excluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.