Nova Perspectiva

14 de junho de 2016

Infelizmente não dá mais


— Se você gostava tanto dele por quê terminou?
— Nem tudo chega ao final porque a gente quer. Algumas vezes é só porque precisamos colocar um ponto final.
— Eu não entendo.
— Tem horas que nem eu sei.
— É que, sei lá amiga, vocês se amavam tanto...
— Não amiga, a gente ainda se ama tanto. Por mais louco que seja. A gente se ama. E isso infelizmente não é o suficiente.
— Tem de ser, liga pra ele.
— Não posso.
— Claro que pode!
— Não. E talvez você não entenda. Talvez ninguém entenda. Mas eu simplesmente não posso mais estar com ele.
— Por quê?
— Porque juntos nós nos destruímos. Nos quebramos em mil pedacinhos impossíveis de colar, entende?
— Não muito bem...
— Por mais que eu queira e saiba com certeza que ele quer na mesma intensidade, nós também sabemos que o nosso amor não foi feito pra viver um felizes para sempre, porque ele é tão forte, mas tão forte, que acabamos enfraquecendo um ao outro.
— Mas o amor vence tudo!
— Vence, exceto quando é ele que te destrói. Não dá pra curar uma ferida usando a mesma coisa que te causa dor.
— Então é o fim de você? Você tem certeza da sua decisão?
— Certeza? Não, mas também não é isso que importa, é que outra coisa que eu não tenho é escolha. Ou a gente acaba, ou acabamos um com o outro.

3 comentários:

  1. Isso definiu o que eu senti quando terminei meu namoro. Eu sabia que a amava ele, mas sabia que não dava mais certo. Ou ficava com ele, com aquele amor que seria nossa ruína ou acabava de vez. Foi meu primeiro namorado. Doeu pra caramba e dói ate hoje, mas se tem uma coisa que eu não me arrependo é disso

    ResponderExcluir
  2. Dói,esperei tanto por ele, e quando eu menos o esperava ele reaparece, quereno concertar tudo novamente,mas foi tarde demais,eu ainda o amava,não o esqueci,e até hoje ele está em minha memória,porém eu não podia continuar, perdi as contas de quantos dias,noites chorava e pensava nele,no que poderíamos ter sido,e vivido.E nunca imaginaria logo eu o coração de pedra,fui me apaixonar,me apegar a ele,mas aconteceu...Quantas preocupações tinha cntg mesmo de longe,os cuidados e vc agia as vezes tão friamente.Não conseguia te entender uma hora vc falava p/ te esperar,que um dia iriamos nos encontrar,que tinha sido tudo diferente ...Mas foram apenas palavras, vc nunca fez por onde.Doeu,quando tive que ir embora,mesmo te amando,e doeu tbm ter te dito ''não'' quando vc voltou,mas tive que fazer isso por mim,pelo meu bem,e por amor próprio.E hoje completa um ano e dois meses que o conheci, e um ano e dois meses que vc não saiu dos meus pensamentos todos os dias Igor.

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.