Nova Perspectiva

28 de abril de 2016

No fundo nossa amizade não era de verdade

Achei umas fotos nossas com algumas frases escritas atrás, pensei em te ligar pra falar delas, pra saber se você ainda tinha as suas também, mas ai eu me lembrei que você mudou de número e me bloqueou de todas as redes sociais. Cê deve ter seus motivos, eu até acredito, mas não foi justo esconde-los de mim. Talvez tenham te contado alguma mentira mais forte que a confiança que existia entre nós, ou eu fiz algo que você não gostou e por isso você resolveu se afastar, mas eu juro que seja o que for não foi por mal, só que isso não faz mais diferença. Agora não dá pra voltar no tempo.

Quando eu descobri que o amor do meu primeiro amor não era eu, chorei três noites no teu colo. Quando o meu namoradinho de escola me trocou pela menina de maria chiquinhas, passei um intervalo inteiro com você no banheiro perguntando o que é que eu tinha de errado, cê dizia que não era nada, ele que era bobo por estar me perdendo. Eles sempre foram bobos por me perder, mas você não né? Quando o meu ex namorado se tornou ex namorado, contei com a sua ajuda pra devorar um pote de sorvete de creme, engordamos dois quilos e fortalecemos em dois anos nossa amizade. Mas no dia em que eu perdi a minha melhor amiga, me dei conta de que eu estava sozinha, afinal, ela era você.

Olhando pra essas fotos eu só consigo sentir muito por não ter atingido suas expectativas, juro que tentei ser a melhor pra você, por isso nunca reclamei de atender suas ligações às três horas da manhã pra te ouvir falar que o seu namorado não estava te atendendo, por isso enxuguei suas lágrimas mesmo eu tendo falado que você se machucar se continuasse naquelas histórias e fui com você naquelas festas chatíssimas só pra te ver feliz. Não, eu não to jogando nada na sua cara, afinal cê também fez muita coisa por mim e é por isso que perder você doeu mais do que perder qualquer cara na minha vida, e você sabe, eu sempre colecionei foras.

Perder você foi como perder uma parte minha, a melhor delas, e eu nem tive chance de argumentar seja lá o que fosse pra te fazer mudar de ideia. Eu nem tive tempo de te lembrar dessas frases escritas num domingo chuvoso em que juramos sermos melhores amigas para sempre. Cê saiu da minha vida sem ligar pro buraco que deixaria nela, e ficou uma cratera imensa aqui dentro de mim. Doeu tanto, ainda dói na verdade, principalmente quando eu lembro que nos momentos difíceis era você que estava comigo. De vez em quando ainda fecho os olhos e penso em qual conselho você me daria pra determinada situação, você sempre foi boa nisso. Diferente de mim, que só conseguia te olhar e falar “amiga segue seu coração”.

Talvez você tenha o seguido quando foi embora, talvez tenha até se arrependido depois, mas orgulhosa do jeito que sempre foi não quis voltar atrás. Uma pena. Hoje já não mudaria mais falar com você, por isso nem se eu tivesse teu novo número teria te ligado, não vale a pena, sabe? Só o que dá pra fazer é sentir falta, porque o tempo não volta e mesmo se voltasse, da minha parte a amizade sempre foi sincera, mas da sua, bem, se tivesse sido ela ainda estaria aqui, então não adianta nada eu querer de volta algo que não era de verdade.

3 comentários:

  1. me indentifico demais com suas postagens...obrigado por existir. detalhe, vc tem o nome da minha filha!!!

    ResponderExcluir
  2. Me identifiquei demais, infelizmente... Seus textos são incríveis!!!

    ResponderExcluir
  3. Lindo o texto! Poderia fazer um sobre o amor aos cães e o quanto eles são importantes em nossas vidas! ❤

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.