Nova Perspectiva

14 de abril de 2016

Fale sobre amor, amor

- Eu sabia que você ia ligar
- Sabia?
- Sim.
- E então?
- E então o que?
- Foi você quem me ligou...
- Verdade...
- Pra que?
- Pra que o que?
- Pra que você me ligou?
- Não importa.
- Se não importasse você não teria ligado.
- Se importasse você teria dito alguma coisa.
- Que coisa?
- Qualquer coisa.
- Não sei o que te falar.
- Tudo bem.
- Tudo bem?
- No fundo eu já imaginava.
- O que?
- Que já tínhamos dito tudo.
- Isso quer dizer?
- Que tá na hora de acabar.
- A ligação?
- A nossa história.
- É isso?
- Eu não devia ter ligado.
- É isso?
- É isso.
- Que pena.
- Desculpa te incomodar. A gente se esbarra.
- Quando?
- Acho que não tão cedo.
- E se eu quiser?
- Acabamos.
- Pra sempre?
- Provavelmente.
- Por quê?
- Porque sim, porque histórias de amor acabam o tempo todo e casais se desfazem a cada minuto e tá ma cara que continuar insistindo nisso é burrice.
- E se eu quiser ser burro?
- Não vale a pena.
- Não valemos?
- Eu errei.
- Erramos bastante, mas podemos resolver isso.
- Não, eu errei de te ligar!
- Ah...
- Diz alguma coisa.
- Eu to dizendo. Eu to dizendo o tempo todo, mas você não quer prestar atenção, você não quer aceitar e fica insistindo em andar pro lado oposto. Você parece aquelas crianças birrentas que fazem de conta que não estão ouvindo só pra continuar controlando a situação.
- Você tem razão. Eu sou uma idiota.
- Vamos desligar, não da pra falar com você.
- Desculpa.
- Pela ligação?
- Por ser tão cabeça dura.
- Tudo bem.
- Eu queria ter mais o que dizer.
- Eu também.
- Eu sei.
- Faz parte.
- Então acho que acabou.
- Acha?
- Sim.
- Tá bom.
- Então desliga.
- Desliga primeiro.
- Não posso.
- Por quê?
- Não quero me desligar de você.
- Então fica.
- Tem certeza?
- Absoluta!
- Eu sabia que você queria que eu ficasse.
- Sabia?
- Sim.
- E então?
- E então o que?
- Sei lá, você não tem nada pra me dizer?
- Eu deveria ter?
- Talvez.
- Eu te amo.
- Era isso que eu queria ouvir.
- E você?
- E eu o que?
- Não vai dizer nada?
- Eu sempre disse, amor. Você que não sabe escutar.
- Então grita.
- É você. É só você. E eu não quero que deixe de ser nunca. Nós dois pra sempre. Eu te amo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.