Nova Perspectiva

21 de março de 2016

Você bem me avisou que isso não ia dar certo

Pois é amiga, agora eu sei que não era chatice sua, nem implicância, muito menos medo de que eu arrumasse alguém e te deixasse de lado. Você esteve certa o tempo todo, eu que não percebi, ou não quis perceber, sei lá. Bem que cê tentou abrir os meus olhos e me fazer enxergar que era furada continuar levando essa história pra frente, porque mais cedo ou mais tarde eu ia acabar quebrando a cara e a dor seria bem maior. Cê tentou me alertar diversas vezes, foram broncas e mais broncas desperdiçadas naquelas conversas inacabáveis de madrugada enquanto eu chorava tentando entender porque ele insistia em não responder as minhas mensagens. Quantas vezes eu não jurei que ia te ouvir? Mas esquecia de tudo no dia seguinte com o primeiro bom dia que ele me enviava.

Eu sei amiga, tava claro que isso dar errado, tava claro que ele não estava nem ai, que só queria se divertir um pouco, mas que logo ia cansar da brincadeira. Você tentou me mostrar que não tinha como ir pra frente, porque ele não tava acompanhando a minha sintonia e uma hora ou outra ia desistir da dança, uma hora ou outra eu ia ficar sozinha no meio da pista sem saber pra onde correr. Você tinha razão, desde o começo você sabia que isso tinha tudo pra acabar em drama mexicano, mas é que às vezes a gente não tá pronto pra enxergar a merda em que tá se enfiando. Às vezes a gente precisa ir até o fundo pra começar a sentir feder, sabe? E agora tá fedendo amiga, tá fedendo muito, e tá doendo também, e você me avisou o tempo todo que ia ser assim se eu não caísse fora enquanto dava tempo. Não dá mais, e eu to perdida.

Ele foi embora, saiu de mansinho e sequer me deu alguma satisfação. Ele foi embora e eu nem percebi até que abri os armários e me dei conta de que só tinha saudade. Ele foi embora amiga, e eu só quero sair correndo tentando entender porque eu não fiz nada pra impedir isso antes. Você falou, eu sei, você falou inúmeras vezes que em algum momento eu ia acordar sozinha, que em alguma dessas madrugadas o vento ia bater do outro lado da cama e eu sentiria o peso da solidão. Eu não tinha como impedir isso, mas você tentou me salvar antes que fosse tarde demais. Agora é, e dói de um jeito que parece que meu coração vai fugir de dentro de mim. Dói como se não houvesse nada além da falta que ele faz. Eu sei, devia ter prestado mais atenção no que você dizia, mas agora já foi, agora eu só preciso que você fique aqui comigo.

Fica aqui amiga, pega o sorvete no congelador, tem vodka na geladeira e suco no armário, pega também aquele romance bobo pra gente assistir até eu me acalmar. Fica aqui comigo amiga, fica enquanto eu deixo toda a dor sair e xingo o mocinho do filme que é filho da puta igual ele foi, fica enquanto eu vomito um oceano pelos olhos e me convenço de que amanhã vai estar tudo bem. Não vai. Mas continua aqui que com você eu sinto que fica mais fácil de abrir os olhos. Continua aqui que com você eu sei que não vou ligar pra ele e me humilhar mais uma vez. Continua porque eu sei que se tiver você eu to mais forte. Continua porque eu sei que você disse desde que ele apareceu que eu tinha de cair fora, mas a gente sabe que o coração é meio tonto. Fica, e eu juro, dessa vez eu juro mesmo, na próxima te escuto mais.

*imagem via weheartit

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.