Nova Perspectiva

18 de março de 2016

O bem da vida dela

Se você está lendo isso agora já é um bom sinal para um cara que eu acreditava ser um babaca. Desculpa dizer isso, mas é que agora você ocupa um lugar que era meu e ainda seria se ela não tivesse descoberto que pode ser muito feliz sem mim. Eu temia o dia que a veria com um novo alguém, não vou mentir dizendo que não senti nada, que superei, estou melhor sozinho e todas essas coisas que as pessoas falam; meu coração bateu descompassado quando vi a primeira foto de vocês juntos, mas estou aqui para te contar algumas coisas sobre a melhor pessoa que eu já conheci na vida.

Ela é 8 ou 80, então se está com você é porque quer de verdade e quando quer alguma coisa, vai até o fim, até o coração dizer chega, mas quando você pisar feio na bola como eu pisei, meu amigo, não tem santo que a faça mudar de ideia, porque se ela for embora, cara, ela não vai voltar, não há reza que a faça ficar. Ela é independente, segura e não precisa de homem que a faça sentir-se pequena, de pequena é só a sua altura. Gosta de gente intensa que não tem medo de arriscar a ser feliz e não é qualquer coisa que a tira dos trilhos. Lembra de dizer a ela que eu peço perdão por todas as vezes que descarrilei o vagão da vida dela.

Olha, não pense que é tão durona quanto demonstra. Esses muros de Berlim ao seu redor são sua auto proteção, confesso que sou o culpado porque a fiz sofrer e há uma grande chance de que eu seja o principal motivo dessa construção. Ela é forte, forte demais, mas também tem seus momentos de fragilidade. Em um dia qualquer irá trocar a balada por aquela comédia romântica do Nicholas Sparks que já assistiu umas cem vezes e se você estiver disposto a abrir mão do seu tuntz tuntz, ela deitará a cabeça no teu peito, acariciará teu braço boa parte do filme entre um beijo e outro, enquanto divide a colher do brigadeiro.

Não perca seu tempo nem a paciência dizendo para se arrumar mais rápido que daqui à dez minutos você estará na porta e que não precisa dessa produção toda porque ela não vai te ouvir. Não ache que sua dedicação é para te agradar, ela é que sabe de si e gosta de se encarar no espelho por cinco segundos e admirar o belo trabalho que fez.

Você precisa saber que ela vai querer te entender, saber da sua vida, sua rotina, mas não pense que é pura especulação. Ela não é do tipo que vigia cada passo que você dá, porque espera que você a trate com respeito e tenha consideração pelo sentimento que ela tanto lutou para não te entregar. Ela só quer ser o porto mais seguro que você encontrará e terá prazer em estar presente na sua vida dando o suporte que você precisa.

Ela era a minha pequena do riso solto e gargalhada contagiante que me fazia rir só pelo tom. Eu amava o som da sua voz baixa no telefone à meia noite, que me acolhia com um boa noite e sonha comigo. Gostava das noites que ela passava no meu apartamento, dividíamos só a cama de solteiro porque a coberta eu desisti de ter durante à noite, ela tem mania de grandeza e me amava tanto que eu não sei como consegui perder isso. (Mentira, eu sei.) Jamais me esqueceria do olhar que ela dá antes de pegar no sono, como quem pede desculpas porque já não consegue mais lutar contra o sono, pois quer aproveitar cada minuto.

Adoro quando o cabelo dela está preso num coque alto, deixando o pescoço à mostra, mas ela raramente o deixa assim, diz que não combina com o formato do seu rosto. Nunca entendi muito bem o que ela queria dizer com isso, mas na verdade seu cabelo não foi feito para ficar preso, nada dela foi feito para ser delimitado por alguém. Espero que saiba que ela não é fã de flores e declarações em público, odeia quando suas bochechas denunciam sua timidez. Leve-a naquele restaurante novo de comida italiana, eu prometi que um dia teríamos um encontro como naqueles filmes americanos que ela tanto gosta, mas nunca encontrei tempo de cumprir com as minhas promessas.

Repara que os olhos dela mudam de cor. Em dias frios e nublados estarão verdes e intensos, mas naqueles dias ensolarados você verá que ficarão azuis e brilhantes. Pode apostar, ela vai amar seus olhos, sempre foi a parte preferida de alguém para ela e para mim, também era. Eram aqueles olhos azuis cor de céu que me guiavam e eram aquelas sardas que eu prometi contar, mas nunca tinha tempo e ela contou sozinha.

Posso fazer um último pedido? O último, eu prometo. Nunca, jamais a faça sofrer, por favor. A cota de olhos inchados eu esgotei. Se você não se importar, diga que ainda penso nela todos os dias antes de dormir e que já parei de rezar pedindo que ela volte. Ela merece alguém melhor do que eu. Seja o bem da vida dela.

*imagem via weheartit

Um comentário:

  1. Miga, que texto maravilhoso. Super me vi em ambos lados :/ Não sei se me ver em ambos lados é bom ou ruim kkk Mas o importante é que me vi e isso é ótimo em um texto, que te faz refletir as coisas do passado. Amei.

    http://www.agindodiferente.com/

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.