Nova Perspectiva

3 de março de 2016

Eu queria ter coragem pra te falar

Via reprodução
Eu queria ter coragem pra te falar que eu te amei desde a primeira vez que te vi, que eu soube que era você ali, quando os teus olhos cruzaram os meus e eu tive medo de desviar e te perder de vista. Eu queria ter coragem pra te contar que eu me perdi ai dentro e que estou disposta a nunca mais achar a saída, contar que eu tava meio desacreditada e então cê apareceu e me fez ter fé novamente. Queria te contar que eu sonhei com você três noites seguidas depois do nosso primeiro beijo e que não tem uma música que fale de amor que eu não lembre de nós.

Eu queria ter coragem pra te falar que eu to com saudade, que outro dia eu te digitei uma mensagem imensa falando um pouco de tudo o que tem acontecido comigo, mas não consegui enviar, não consegui porque eu sabia que talvez não importasse mais. Eu queria ter coragem pra te contar que eu assisti o nosso filme dia desses e fiquei repetindo pra mim mesma que no final nós também vamos terminar juntos, porque foi isso que você prometeu no dia em que o assistimos juntos. Queria ter coragem meu bem, coragem pra falar que apesar de tudo eu ainda estou aqui e que isso devia significar alguma coisa.

Eu queria conseguir e de vez em quando eu até acho que vou, finalmente, vomitar todas as palavras que prendo aqui dentro, mas então eu engulo seco e fecho os olhos e deixo pra depois, porque por mais que eu tente eu não consigo ser maior que o meu medo. Eu queria ter coragem, sabe? Coragem pra te falar que eu pensei em te chamar no dia em que cê foi embora, mas que deixei pra lá porque eu sou medrosa demais pra me jogar no amor. Eu sei que não parece meu bem, mas aqui por dentro eu sou repleta de cicatrizes que me lembram de todas as vezes em que já deu errado. E já deu muito.

Eu queria ter coragem pra te falar que sou eu que te liga de madrugada com um número desconhecido e que choro baixinho enquanto cê pergunta com voz de sono quem é que está falando, queria gritar que sou eu, só eu, e que eu não quero que deixe de ser. Coragem pra te falar que eu to arrependida de viver fugindo, que eu não aguento mais me esconder de você pra não ter que encarar o que eu sinto. Queria ter coragem pra correr até você e te agarrar com força pedindo pra que cê me escute só um pouquinho preu poder te dizer de uma vez que não posso nunca mais me perder de você.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. chorei mais que criança.. esse texto sou eu agora <3 você é sensacional, Gabriela!

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.