Nova Perspectiva

26 de março de 2016

Ela só quer alguém de verdade

Eu sei que ela gosta de sair por aí batendo no peito e se orgulhando por ser tão emocionalmente independente, que prega discursos sobre ser autossuficiente e não permite que ninguém a veja cair de amores por alguém que não seja ela mesma. Sei que ela ostenta a liberdade que tem como se fosse um troféu de ouro valiosíssimo e que jura não trocar isso por nenhuma mensagem de amor ou surpresa romântica no meio do dia. Eu sei que ela se gaba das suas cicatrizes e não tem vergonha alguma de garantir que foi graças a elas que aprendeu a ser feliz sozinha. Eu sei que ela é, isso não dá pra negar, basta olhar o seu sorriso e ver como ela gargalha à toa pra vida, só que é um erro pensar que não há nada por trás desse papo chato de quem jura não precisar do amor.

Ela precisa sim de um, no fundo todo mundo precisa, mas as vezes é mais fácil dizer que não, as vezes é mais fácil fingir que tá tudo numa boa, mesmo não estando, e ela se lembra disso toda noite quando a solidão fica insuportável e se pega chorando em silêncio porque não tem ninguém mais pra ouvir. O que muita gente não sabe é que é por trás daquele batom vermelho e daquela pose de rocha quase que sem sentimentos, tem uma menina que sofre de cansaço na alma. Sim, cansaço! É que é um fardo pesado demais carregar nas costas esse medo todo que ela sente de se abrir de novo e doer mais uma vez por uma história que não valha a pena. É exaustivo passar os dias tendo que se convencer de que não precisa de ninguém só pra não correr o risco de que alguém entre e bagunce tudo pra ir embora depois.

Aquela segurança toda é só uma armadura que ela colocou pra se proteger de si mesma e das coisas que sente, foi a forma que ela encontrou pra sair ilesa depois de cair tantas e tantas vezes. Foram decepções atrás de decepções que a tornaram calejada demais pra ter vontade de esperar pelo tal do príncipe encantado montado no cavalo branco. É melhor que ele não venha, diz pra si mesma, porque no final sempre vai virar sapo. É por isso que ela jurou que não amaria de novo, que resistiria sempre que a paixão batesse em sua porta e fugiria quando as coisas estivessem saindo do controle. É por isso que ela luta contra si mesma, é por isso que ela nega suas vontades e afasta seus desejos e espalha uma porção de coisas que são bem intensas e inspiram um monte de gente, mas que não é o que ela sente.

No fundo quem a conhece de verdade sabe que por trás de todas aquelas palavras fortes e frias de indiferença, ela só quer alguém que seja de verdade. Alguém que a faça repensar todo o seu discurso e a convença de que amar ainda vale a pena, mesmo que seja um risco, mesmo que em algum momento possa machucar. Alguém que ela saiba que pode fechar os olhos e acreditar com força, que a faça sentir vontade de segurar bem forte a mão e sair correndo sem destino certo. Alguém que pode até chegar de bicicleta mesmo, com uma rosa roubada do vizinho e um bilhete escrito a mão, que pode atrasar um pouco ou não ser muito bom nessa coisa de falar bonito, mas que faça com que ela sinta a sinceridade no olhar. Alguém que ame com a alma, sem precisar dizer.

Ela não quer um romance de cinema americano ou de livro de amor adolescente, não quer aquela coisa de casal perfeito que não briga nunca e tá sempre bem. Ela só quer alguém que vá continuar mesmo quando as coisas ficarem ruins e difíceis, quer alguém que vá voltar com uma pizza de quatro queijos depois de uma briga desnecessária por um motivo desnecessário e que vai rir com ela daquele programa idiota que passa na televisão. Ela não quer alguém que lhe prometa o mundo e nem a lua ou as estrelas, ela só quer alguém que vá estar ali, que vai ficar não importa o que aconteça. Alguém que a faça olhar pra trás e admitir que estava errada, porque a gente até pode ser bem feliz sozinho, mas é sempre melhor ter alguém pra ser feliz com a gente. Só tem que ser de verdade.

*imagem via weheartit

7 comentários:

  1. Eu amo todos seus texto nossa, tipo eu era meia que romântica mais entre decepção é decepção o romantismo foi acabando e virou amor próprio.
    Mais enfim seus textos ajuda muito.❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado q quando aparece um homem assim na vida das mulheres, oq acontece?
      Elas não querem nada sério com ele, só amizade, as vezes nem isso e preferem o pegador, magro, corpo atlético, e nem importa se o cara for um babaca e q traia ela, ela simplismente não importa.

      Excluir
    2. Ai você está generalizando, tem muito cara que também faz isso, abre mão de uma menina bacana porque não tá dentro "dos padrões"... quando é amor de verdade essas coisas não importam.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. A paixão tem movimento descendente; a compaixão ascendente; a paixão se move através do desejo, a compaixão da ausência de desejo; a paixão é uma ocupação para esquecer as amarguras que você vive, a compaixão é uma celebração, uma dança de realizações, de conquistas...

    ResponderExcluir
  4. Nossa, dessa vez precisei comentar! Sempre leio seus textos, especialmente depois de uma grande decepção. Porém esse texto descreveu como estou atualmente. Parabéns pelo bom uso das palavras ♡

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.