Nova Perspectiva

23 de março de 2016

Amiga, para de implorar migalhas

Taí, pela quinta vez no ano você voltou a chorar por causa dele. Isso me corta o coração, me dá vontade de te colocar no colo e te consolar até você parar de chorar. Dá vontade de ir na casa dele, bater na porta e enfiar um murro daqueles na cara dele (mesmo sabendo que isso pode machucar a minha mão). Me dá vontade de te dar um cocão também por não conseguir sair desse ciclo vicioso de "fica bom/fica ruim". Você precisa se colocar em primeiro lugar na sua vida.

Eu também já passei por isso e sei que esse vai e volta vai ser pouco produtivo para vocês dois. Porque quem quer resolver, senta, conversa, explica e chega a algum ponto (sem muito drama, geralmente). Não fica esse chove não molha, não dá essa impressão de que para melhorar as coisas tem que cair do céu. As coisas não melhoram magicamente, melhoram quando a gente está disposto a se flexibilizar para as coisas darem certo. Você não precisa mudar, nem ele também. Mas se tem algo dando errado, cês se adequem um ao outro ou então a coisa não vai pra frente mesmo.

Não dá pra te ver sem estabilidade emocional e chorando pelas esquinas da cidade. É horrível ter que te consolar tantas vezes por assuntos que podem ser resolvidos de outras formas. Mas eu sei que falar é fácil e na prática é difícil. Mas a dica está aí.

Você não precisa ligar para ele todos os dias, não precisa implorar que ele compareça, não precisa implorar minutos de atenção pra contar como foi seu dia. Você não precisa implorar migalhas, você é uma mulher, não uma formiguinha.

Tira a roupa do varal, diz pra ele que ele pode entrar e que tá disposta a conversar. Mas bota na mesa que você não é a donzela frágil que precisa de homem pra viver, longe disso. Mostra que ele também tem que estar disposto e que a vida não é essa moleza de que nós mulheres que temos que nos adequar às demandas dos caras. Bota a cara no sol, bota as regras, mostra a que veio nesse mundo. Por mais que ele torça o nariz, ele precisa te respeitar, de uma forma ou de outra. E se ele não te respeita... ai amiga. Pensa bem se isso não é amor e se é cilada.

Tô ligada que você acha que ele é o cara mais maravilhoso dos últimos tempos, mas você já achou isso de outros e acabou superando bem (uns sim, outros nem tanto). E se ele é o cara mais maravilhoso do mundo, por que diabos você fica chorando pelos cantos por causa dele? Será que não tem algo de errado com essa relação, com a dinâmica, com os valores?

Amiga, conta comigo. Eu dou pitacos, eu te ouço, eu quero o seu bem. Mas não sou você, não tenho suas vivências e sou uma pessoa de fora dando minha opinião. Espero que não se importe, espero que fique melhor e cada dia mais e mais forte.

Não dá pra ter relacionamento ideal, mas tem como ter um relacionamento sem tanto drama e sem esse desespero todo. Não é saudável estar com alguém que te causa mais stress do que momentos realmente bons.

Me liga, me manda áudio, me chama. Eu vou. Eu estarei lá por você, não importa os problemas geográficos. Porque, apesar dos seus defeitos, das suas loucuras e tudo que eu conheço tão bem, eu te amo. E é assim que as coisas deviam ser.

*imagem via weheartit

Um comentário:

  1. Lindo texto !! Você não sabe o quanto essas palavras caíram tao bem pra mim.

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.