Nova Perspectiva

28 de novembro de 2015

Vem cá e diz que não acabou

Via reprodução
Vem cá, chega aqui perto e segura na minha mão e diz que você também não sente a sua pele arrepiar quando a gente se toca, olha no meu olho e jura que você também não sente vontade de avançar na minha boca e transformar o nosso hálito em um só, grita pro mundo que você não quer me segurar com força e me prender no teu abraço. Vem cá, chega do meu lado e diz que quer que eu te deixe ir embora, que já seguiu em frente e que eu to bancando a louca com todo esse teatro, diz que cê não tá gostando que eu paro, pede pra ir que eu vou, diz que acabou que eu acabo.

Vem cá, fala baixinho no meu ouvido que tá em outra, que não quer mais nada, que eu fiquei no passado. Fala que cê não morre de desejo de deslizar a barba no meu pescoço e sentir minha mão percorrendo o seu corpo. Fala que foi tudo brincadeira e que teu coração não acelera como o meu, afirma que eu não te deixo maluco quando reapareço sem avisar, que eu não te tiro do sério, que eu não mudo suas certezas e te deixo se perguntando se ainda vale a pena arriscar. Olha dentro de mim e jura que você não lembra mais da gente antes de dormir, que não sonha mais comigo e nem escuta as nossas músicas quando fica sozinho. Fala que não procura o meu cheiro em outras mulheres e não tenta me achar em outras pernas.

Vem cá, que se você quiser eu posso ir, mas primeiro olha pra gente e fala que não sente toda essa tensão que existe. Tesão. Bate o pé que eu preciso parar com isso e deixar você viver sua vida, diz que essa ceninha tá ridícula, que eu to patética e que não faz o menor sentido a gente voltar com essa história, que você já fechou o livro e que eu to fantasiando coisa onde não existe. Esbraveja que eu to te atrapalhando, mas que isso não tem a ver com o que você sente. Estampa por aí que cê nem lembra mais de mim, que eu sou carta fora do baralho e não mexo mais com as suas estruturas. Jura pra mim que eu não causo mais nenhum terremoto dentro de você, que eu não te abalo quando sorrio de canto e te encaro sem desviar os olhos.

Vem cá, mente que você não precisa se segurar quando me vê passar, que não sente uma vontade desgovernada de correr até mim e me agarrar com força pra que eu não saia nunca mais, me engana dizendo que não salva as minhas fotos no celular, que não tem saudades e nem lembra mais do meu gosto. Se engana afirmando que o passado é passado e que eu fiquei por lá, que você tá com alguém melhor e que isso daí é amor. Faz figas enquanto garante que o nosso caso foi uma grande paixão, mas que morreu nisso. Que você nos enterrou em alguma dessas avenidas movimentadas e que é impossível ter sobrado algum resquício aí dentro.

Vem cá, pede preu desistir, mas faz isso olhando dentro dos meus olhos. Me encara de frente e grita que você não quer mais nada, desce dessa pose de superioridade e para de fugir, me convence de que eu to me iludindo sozinha, que você não tá gostando de saber que eu ainda to aqui. Diz que isso vai dar merda, e que não é o que você quer. Fala que eu fazendo tudo errado, que já passei da idade e que não vai dar certo e jura que cê não quer que dê, que também não tá a fim de se jogar comigo nesse nosso precipício e que não tem ensaiado mil maneiras de me chamar pra conversar.

Vem cá, que eu to aqui, agora, e to te dando a chance de me mandar pular fora, ou de escolher cair dentro de mim. To abrindo meu coração e dizendo que se dane todo o resto, porque eu sei o que eu quero e se você também sabe não perde tempo. Vem, que eu sei que cê quer e que tá com medo, que se acha forte demais pra admitir que eu te deixo fraco, mas não tem problema, eu topo perder a força contigo, e perder o mundo, o tempo, o orgulho. Topo se você topar também, topo porque eu sei que é a gente independente de quanta gente exista no meio de nós. E eu sei que é pra ser. Então vem cá, e confessa que você quer também.

7 comentários:

  1. Uaaaaau!
    Adorei.

    http://sentimentalismodesmedido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabrielaa, amei amei por completo o seu texto é tudo que percebo em um moreno teimoso e orgulhoso que tenho guardado no meu passado que por vezes se faz presente - em pensamentos- no meu presente. Recentimente mandei essas palavras á elle, eu precisava me desfazias, aproximadamente 3 anos guardo palavras, ele precisava saber que ainda estou presa ao nossa passado, e que pra ter um fim ele deveria dizer ao menos por cel que estar completamente feliz, (pois sinto que ele não esta) e que ele não é tão preso ao passado quanto a mim. Mas como sempre ele me deixa no silêncio, nunca diz nada referente a nos dois, apenas palavras vagas. Fiquei 2 anos sem nos falar e em um dia normal mandei uma mensagem assim:

    ResponderExcluir
  3. Preciso falar esclarecer sentimentos e dúvidas que transformaram meus sentimentos em algo obscuro e desconhecido. Não consigo esquecer ou deixar pra lá e dizer que tudo esta bem, se a verdade é que na minha mente tem milhares de interrogações. O meu objetivo é encontrar a minha paz, acredito que terei nas suas respostar sinceras e claras.. Se você esta feliz não pretendo atrapalhar, não quero ser o seu passado perturbador e sombrio. Estou passando por um período de descobertas, tive uma fase complicada recentemente mas nada grave, excessos de preocupações me fizeram perder o equilíbrio da vida e a perca de mim mesma, mas hoje o meu objetivo é organizar os meus sentimentos e os meus ideais. A razão de te procurar é decidir, compreender e aceitar nas nossas condições de hoje, afinal estamos distantes não tivemos oportunidade de ter uma conversa esclarecedora, e o nosso “fim” ficou ate hoje, como um ponto de interrogação. Talvez eu que não queira ver a verdade, talvez tenho medo da verdade, ou não suportaria a verdade.. mas o fato é que não existe “nos” não existe mais planos e sonhos juntos. E é disso que sinto faltos, seus carinhos, da sua voz, do seu jeito que cuidava de mim. Sinto falta de tudo. Ainda penso em você, acredito que ainda te amo (isso também é uma descoberta), nunca deixei de ama-lo. Mas a vida segue... Seguiu pra você! Ainda lembro em uma das nossas conversas por telefone você me dizendo que ela te faz bem, que ela cuida muito bem de você e que você gostava disso. Hoje eu vejo essas palavras como expiração pra continuar mudando, perder quem amamos por alguém melhor é doloroso, mas educativo. Desde então fiquei em silêncio, contive este sentimento em mim, privando-me de recomeçar e respeitando a sua felicidade. Afinal era isso que eu pedia em oração, que você encontrasse alguém que te fizesse bem, que fosse o meu oposto. Mas eu não sabia que eu seria escutada, e eu não estava preparada pra te perder! Eu ainda continuo aqui parada no nosso passado, é complicado estralar os dedos e esquecer tudo. Esperei em silêncio esse sentimento sair de mim, mas permanece e já tem tanto tempo que hoje me sufoca, me levando a desabafar e me expor á você! É, parece que não tenho inteligência emocional ou alto controle, mas estou tendo coragem de buscar respostas e seguir com minha mente tranquila. A nossa historia é marcada por decepções, queria entender por que não te esqueço, por que você faz falta. Você seguiu... Eu preciso fazer o mesmo e para isso você precisa me devolver, pois a metade de me estar em você, estar preso em você.

    ResponderExcluir
  4. As vezes eu penso que não estar tão feliz assim. Será que estou certa?
    Você a-ama?
    Você cuida bem dela?
    Da o amor que ela precisa?
    Você é completo?
    Quando estar com ela nada te falta?
    O cheiro dela fica 24hs em você?
    Ela soma na sua vida?
    Ela te faz homem e você à faz mulher?
    Qual é o objetivo do seu relacionamento? Casar ter filhos e ser uma família feliz??? Passar o resto da sua vida ao lado dela?
    Já parou pra pensar que ela pode ser apenas o seu refugio, pra fugir do seu passado?
    Talvez ela sofra com teus silêncios, com os teus segredos e meias verdades. Talvez você seja apenas um desavio.
    Acredite: Nenhum amor faz sofrer!
    Se desenvolvi um sofrimento no passado não foi o nosso amor, mas o excesso de razões, orgulho, arrogância, egoísmo e imaturidade que a cada dia sufocava o nosso amor, prevalecendo a do sofrimento em nossas vidas.
    Eu preciso acreditar na sua felicidade pra poder seguir, preciso-me convencer que você estar bem. Por que o amor é isso querer o bem, mesmo não sendo alto suficiente pra você. ACHO QUE VOCÊ ENTENDI!?
    O egoísmo e o orgulho destroem vidas e felicidades, não seja vitima como eu fui. Hoje reconheço os meus gravíssimos erros, as falhas que alimentaram os meus piores sentimentos, e me transformou em uma pessoa totalmente complicada e difícil e ser decifrada. Doeu muito pra reconhecer, mas o que mais doe hoje é saber que a vida é um processo de aprendizagem e as vezes temos que perder algo pra servi de exemplo ( não estava preparada pra te perder assim). Era imatura demais pra tantas coisas acontecendo, um turbilhão de sentimentos e preocupações me fez perder ate de mim mesma. Quero aproveitar e pedir desculpas, você também sofreu. Em muitos momentos continuou ao meu lado mesmo sem entender o meu comportamento, você ficou ate o seu limite. Refletir e percebo que ficou ate de mais, aguentou muito o meu jeito confuso. Eu poderia ter sido melhor, mas estava em transição, mudanças difíceis de serem organizadas. Hoje carrego um sentimento de culpa por todos os acontecimentos que ainda precisa ser trabalhado. Mas o importante é que o meu olhar para o passado é outro. Eu não era tão ruim quanto parecia ser muito menos você!

    ResponderExcluir
  5. Sabe o que tive como resposta: Nada! Apenas magoas, pois ignorou totalmente as palavras e foi relembrar erros que nos machucaram muito. Ou seja, percebi que ele ainda é decepcionado, mas acredito que sente saudade de nos, mas existe o orgulho e a razão machista que o impede de ser realmente feliz.
    Enquanto isso "sofro" de saudade sozinha. E sigo na esperança do nosso reencontro.
    Amei seu texto e como a maioria e faz lembrar dele.
    abraçoss

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabriela, sei que tu pode até não ler o que estou escrevendo agora, mas eu só queria te agradecer, agradecer por esses textos maravilhosos e que descrevem exatamente o que eu estou sentindo nesse momento e dizer que eles são as minhas únicas companhias nesses últimos dias e é neles que eu me abrigo pra poder ser eu mesma e colocar meus sentimentos pra fora. Teus textos são lindos e me tornei tua fã!! Beijos

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.