Nova Perspectiva

12 de novembro de 2015

Livros que eu (ainda) quero ler em 2015

O ano já está acabando, mas sempre é tempo de cumprir metas, não é!? Bem, no começo do ano eu tinha dito que leria uma quantidade miníma de livros, porque ano passado eu li pouquíssimo e tava com saudades de mergulhar nessas histórias, agora falta pouco para que eu ultrapasse o número definido e pra isso separei 5 livros bem levinhos pra ler até 2016.

1. Anna e o beijo Francês: Anna Oliphant não está nada entusiasmada com a ideia de se mudar para Paris. Porém, seu pai, um famoso escritor norte-americano, decidiu enviá-la para um colégio interno na Cidade Luz. Anna prefere ficar em Atlanta, onde tem um bom emprego, sua fiel melhor amiga e um namoro prestes a acontecer. Mas, ao chegar a Paris, ela conhece Étienne St. Clair, um rapaz inteligente, charmoso e bonito, que além de muitas qualidades, tem uma namorada... Anna e Étienne se aproximam e as coisas ficam mais complicadas. Será que um ano inteiro de desencontros em Paris terminará com o esperado beijo francês? Ou certas coisas simplesmente não estão destinadas a acontecer?

2. Como eu era antes de você: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

3. A seleção: Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha. Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes. Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

4. Constelações de fenômenos vitais: Em uma vila na Chechênia, Havaa, de 8 anos, observa seu pai ser levado no meio da noite por soldados russos que o acusam de colaborar com rebeldes chechenos. Do outro lado da rua, Akhmed, um amigo da família, vê a cena e teme pelo pior quando os soldadosateiam fogo à casa da menina. Ao encontrar Havaa escondida na floresta, Akhmed decide buscar refúgio num hospital abandonado onde a única médica remanescente, Sonja, trata os feridos — uma decisão que irá mudar a vida dos três para sempre. Para a talentosa e determinada Sonja, a chegada de Akhmed e Havaa não passa de uma surpresa inoportuna. Exausta e sobrecarregada, ela não deseja assumir ainda mais responsabilidades nem correr mais riscos. E há uma razão para sua cautela: abrigar aqueles refugiados pode ameaçar a busca por sua irmã desaparecida. Em cinco dias, porém, o mundo de Sonja será virado de cabeça para baixo e as complexas conexões entre esses companheiros improváveis serão reveladas. Ao retratar o poder transcendente do amor em meio à guerra, Anthony Marra construiu um romance comovente sobre amizade, perda e os laços inesperados que as pessoas são capazes de construir.

5. Para todos os garotos que já amei: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.


Vocês podem deixar que conforme eu for lendo vou postando as resenhas aqui, mas me contem quais são os livros que vocês querem ler até o final do ano!! ♥

9 comentários:

  1. Também estou muito querendo ler o Para todos os garotos que já amei, mas acredito que até o final do ano eu não vou conseguir porque a lista é grande kkkk.
    Como eu era antes de você também está na lista, mas sem previsão. E um que eu tenho curiosidade é a série a Seleção, mas ainda em dúvida sou vou ler ou não.

    Bem legal o post :)
    beijooo
    http://apenasimagine.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho outros pra ler também, mas achei melhor parar nesses cinco porque eu não conseguiria ler mais <,/3

      Quando eu terminar a série conto aqui no blog!!

      Beijocas

      Excluir
  2. Como eu era antes de você é muito bom. Chorei muito. :'(
    Não sei se é porque não entendi a proposta do livro, mas achei "A Seleção" muito romancezinho fofo, parei nele. Pretendo ler a A Elite e A Escolha em 2016.

    http://livrosenerdice.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii nem me diz isso ahahahahah eu espero conseguir ler, tenho muuuuuito problema com livro em série ;/

      Excluir
    2. Qualquer coisa se você ler os outros antes de mim, posta uma resenha para eu me animar hahaha Pode ser que goste, afinal tem gente que fala muito bem, vai do gosto de cada um ;)

      Excluir
  3. Já li a seleção e eu gosto muito da história mas preciso ler o como eu era antes de você, só tem comentários maravilhosos <3 http://valeumasnao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu to doidinha pra começar a lê-lo, até já comprei ahaha

      Excluir
  4. Desses só li A Seleção (e todos os outros da série ! rs), e é muito perfeito. Recomendo demais :3
    Isso porque não gosto de romance :p
    Beijos *-*
    Coisinhas Aleatórias

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.