Nova Perspectiva

21 de outubro de 2015

Mentirosos

Título: Mentirosos
Autora: E. Lockhart
Editora: Seguinte
Páginas: 272
Um livro surpreendente, desses que fazem a gente ficar com cara de perder o sono por várias noites. Comecei a ler de forma despretensiosa, sem grandes expectativas, no começo cheguei até a pensar que não passaria de um livro juvenil tentando ser atraente para todas as idades, mas acabei descobrindo que E. Lockhart é genial! Nem em mil anos eu vou conseguir expressar completamente tudo o que a leitura de Mentirosos me causou, embora já façam alguns dias que eu terminei a leitura, ainda estou digerindo-o. É um desses livros que levam um bom tempo pra sair de nós. 
A história é narrada por Cadence, a neta primogênita da família Sinclair. Uma família cheia de pose, mas que na verdade vive cercada por intrigas e superficialidades. Eles possuem uma ilha, na qual vão passar as férias de verão todos os anos como forma de estarem juntos, já que moram em lugares distantes. É na ilha particular que Cady encontra seus primos Johnny e Mirren, além de Gat, sua paixão, eles são os mentirosos. No verão dos quinze anos de Cadence, algo acontece, um acidente inexplicável que faz com que ela esqueça boa parte das férias -- inclusive o que aconteceu com ela, além das enxaquecas insuportáveis que a deixam de cama por dias. Embora se esforce, ela não consegue completar o quebra-cabeça que existe em sua memória. Apenas dois anos depois ela retorna para mais um verão na ilha, onde reencontra seus familiares. Por ordem médica ninguém deve contar a ela o que aconteceu, Cady precisa descobrir sozinha o que foi que a fez ficar desse jeito.
Adoraria listar cada detalhe do livro, falar sobre cada passagem, detalhar os personagens, a ilha, os verões, mas isso seria perigoso. Falar sobre ele para quem não leu é um jogo difícil, exige cuidado. Você não deve saber muito sobre Mentirosos antes de lê-lo, afinal, a graça está em desvendar sozinho o mistério que assola o passado de Cadence. O intuito é que você una com ela as peças que faltam para reconstruir sua memória. E. Lockhart soube construir uma narrativa intrigante, que prende o leitor e o faz devorar com atenção as linhas cercadas de metáforas, é uma escrita agradável, boa, que dá prazer na hora de ler. O livro é espetacular, desses que você só vai ouvir coisas boas. Se eu posso te dizer uma coisa, ela é: vá agora comprá-lo! Você não vai se arrepender.

PS: vou liberar um vídeo resenha dele e, mais pra frente, um vídeo especial SÓ PRA QUEM LEU, falando sobre a minha releitura e como tudo se encaixa. Pra não perder quando isso acontecer, se inscreve no canal clicando aqui.

7 comentários:

  1. Oii
    saudade de passar aqui
    gostei do titulo desse livro
    parece ser bom
    o blog ta de cara nova
    venha conferir
    bju

    karinapinheiro.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá :) Nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, mas já fiquei curiosa pela sua resenha. Você escreveu de um jeito muito interessante e instigante.
    Parabéns!!

    www.blogdahida.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu to apaixonada (ainda) por ele!! Em breve vou fazer outra resenha, só que em vídeo.

      Excluir
  3. Uou... Li o livro ! E só digo uma coisa WTF !!!!!
    Ameeeeii ! Muito bom mesmo.. LEIAM !!

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.