Nova Perspectiva

2 de agosto de 2014

A gente podia ter sido mais

Imagem retirada do site weheartit
A nossa sintonia era notável, tanto na preferência pelo café amargo quanto nas conversas sobre Nietzsche, Schopenhauer, o jogo da quarta passada e o último capítulo da novela das nove. Rolava afinidade, dessas raras, incomuns, tinha até aquela coisa de um terminar a frase do outro. A gente combinava em muita coisa, o beijo se encaixava, o papo fluía, rolava química. Nas discussões sobre direita e esquerda, Corinthians e Palmeiras, rock e bossa nova o que vencia era a harmonia, imperando até nas nossas diferenças. Parecíamos ter sido moldados um para o outro, como almas gêmeas. Pelo menos era o que eu achava.

Depois de uns meses e alguns vinhos você se foi, não disse nada, não atendeu minhas ligações, não respondeu as mensagens e me bloqueou das redes sociais, fiquei sem entender aquilo tudo, me prometeu o mundo e foi embora antes do dia raiar. Nunca fiz o tipo que se apaixona fácil, foi isso que te atraiu, pressa difícil e uma conquista suada, era essa a intenção, tola fui eu que não percebi a tempo para te impedir de me ganhar. O prêmio? Mais um coração partido, talvez. O tombo foi grande, a decepção imensa, eu acreditei, pela primeira vez em anos, que a gente podia dar em alguma coisa. Eu queria tanto que desse.

Você optou por jogar no lugar de amar, eu afirmei pro mundo que foi por medo. É mais fácil considerar que por baixo de toda a sua segurança existia um rapaz amedrontado em frente dessa minha mania de intensificar a vida. Prefiro a versão de que por baixo de toda essa armadura tinha um cara desesperado para se libertar de todo esse metal que prendia sua alma doce, um cara exageradamente bonito, e assustado também, talvez com o coração remendado por conta de alguns gostares errados, um moço louco para se permitir cair de cabeça em uma nova história, mas que não sabia como vencer esse álter ego criado para sua própria proteção. Você era o cara de exatas, racional, calculista, e isso te rendia algumas medalhas, escolher por sentir anularia o jogo e você tinha espirito de campeão, o pavor da derrota te fez fugir. Poético, né? Mas eu sei que no fundo não foi nada disso, você era só mais um desses caras que gostam de colecionar coração alheio, quis mais uma menininha apaixonada para colar no seu álbum da vitória e eu caí no seu papo, não teve poesia alguma na nossa história, infelizmente, a gente podia ter dado muito certo, mas você escolheu não sentir. Fazer o que. 

Sabe aquele ditado: “sorte no jogo, azar no amor”? Cê ganhou a guerra, mas quem saiu perdendo não fui eu.

37 comentários:

  1. Ótimo texto, Gabriela. Gostei muito, principalmente da última frase. Parabéns!

    coragemescrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto e aqui tb. Estou seguindo :D
    http://maquiandopensamentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não me identifiquei, mas adorei o texto e forma como você escreve.

    "É mais fácil considerar que por baixo de toda a sua segurança existia um rapaz amedrontado em frente dessa minha mania de intensificar a vida."

    Super amei a frase *-*

    ResponderExcluir
  5. Me identifiquei tanto com o seu texto.
    Acho que a linguagem que você usou nele é universal. Todo mundo já passou por esse tipo de decepção. E no meio de uma você tirou um texto maravilhoso desse.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto, me identifiquei de certa forma!!!

    Beijos e fique com Deus,
    Quero Sonhar

    ResponderExcluir
  7. Gabi, amo os seus textos e esse arrasou! É tudo que toda garota sonha e dizer depois de um término de namoro. Parabéns pela sensibilidade e pela língua afiada! ;-) Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Gabi, Gabi, Gabi!
    Se eu tivesse te contado a minha história você não teria conseguido escrevê-la tão bem! Lindo o texto e tão verdadeiro!
    No fundo, me sinto como no fim do seu texto!

    Um beijo,

    http://www.algumasobservacoes.com/
    http://nossocdl.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Adorei o texto, muito bem escrito... Seu blog já está nos meus favoritos
    Achei super conhecidencia você ter o mesmo sobrenome da Isabela e escrever tão bem quanto ela hehehe

    http://www.geysecofferri.com/

    ResponderExcluir
  10. Em algumas partes me identifiquei. Isso de sumir, da pessoa esvair sem motivo aparente, sem sequer se pronunciar é realmente uma coisa nada agradável, ficamos a ver navios, sem respostas, e com tudo amontoado. Doí.

    Beijo Gab! :)

    ResponderExcluir
  11. Ah eu fico boba qando venho aqui.

    Você já pensou em escrever um livro??

    Beijinhos,
    entrechocolatesemusicas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Sempre fico na dúvida se os textos são 100% pessoais, do tipo de coisas que aconteceram com você, ou criações livres mesmo. Claro que nenhuma das coisas tira o mérito da sua escrita, que é maravilhosa, e me faz encontrar identificações em praticamente todos os textos. O de hoje, por exemplo, me lembrou de algo que aconteceu comigo há 4 anos atrás, rs. Hoje está tudo bem, e penso exatamente como a pessoa do texto: quem perdeu não fui eu.

    Ah, e aproveito pra agradecer o desejo de felicidades! Um beijo! (:

    ResponderExcluir
  13. Otimo texto, pode ter certeza que não foi você que saiu perdendo, se o texto for pessoal, claro.
    Quando resolver escrever um livro, passa no meu blog e explica direitinho, quero comprar rere ♥
    http://www.myheartsastereo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. UAU. Essa última frase... demais!!!

    ResponderExcluir
  15. Só tenho a dizer uma coisa: UAU!!
    Que achado maravilhoso esse blog e esses textos. Li quase todos, mas vou resumir meus comentários em um só: adorei! Adorei a forma que você escreve, o sentimento que você transmite nos seus textos, cada linha que se encaixa com perfeição na outra. Com essa criatividade e forma de escrever você vai longe, parabéns menina. <3

    [N]ayh's Wonderland

    ResponderExcluir
  16. Escrever leve sobre assuntos complicados, e às vezes, doloridos.
    Te adicionei no facebook para acompanhar novos textos :)

    ResponderExcluir
  17. "Cê ganhou a guerra, mas quem saiu perdendo não fui eu" - essa frase é definitivamente minha cara. O texto ficou incrível. Amei a forma com que escreve.
    Beijão
    Dezesseis de Volta | Fan Page

    ResponderExcluir
  18. Que texto perfeito! Gostei demais!
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. lindo texto. o titulo fica na mente rs


    cabecanasnuvensz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Ótimo o texto. Acho que muita gente se identificou, inclusive eu hehehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  21. Lindo texto Gabi! Depois de caras assim, a gente tem mesmo que saber que quem perdeu não foi a gente ;)
    xoxo

    http://www.s2juuh.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Cada vez mais gosto dos seus textos. Achei genial e segue bem aquela linha de "toda menina quer um bad boy que seja bom só com ela" e nem sempre é o que rola

    La Diabolique - Fan Page

    ResponderExcluir
  23. Não sei o quanto do texto é real ou fictício, mas foi impossível não me identificar com ele. Acho que toda mulher que já se apaixonou verdadeiramente e foi decepcionada passou por sentimento semelhante, não? O mais importante, parece-me, é a gente estar satisfeito do jeito que está - então a saudade e a "perda" vai ficar para trás. (Bom, quem perdeu foi ele...)

    ResponderExcluir
  24. Acho que já estive dos dois lados e me arrependo de ter me privado de sentir mais por medo. É, fui eu que saí perdendo...
    Texto lindo, como sempre!!!
    =]

    ResponderExcluir
  25. É bem isso mesmo. Mulher quando apaixona pelo cara errado se dá milhões de desculpas. Repete pra si mesma que o cara, coitado, foi traumatizado pela ex. Que ele passou por muita coisa. Mas na verdade mesmo, ele não se sensibilizou em nada pelo teu coração partido.

    Mas faz parte passar por essas coisas. Ensina. Eu ja cai numa dessas e acho que muitas ja cairam também. É ai que a gente aprende a nao aceitar absolutamente nada menos do que merecemos.

    bjs de Filipinas,
    Gabi Barbará
    Barbaridades!

    ResponderExcluir
  26. Esse texto me despertou a curiosidade em querer saber se é apenas um conto ou tem um significado guardadinho...

    www.namesmafrequencia.com.br

    ResponderExcluir
  27. Que coisa linda de texto.
    Tu escreve super bem, mas tu já sabe, né?
    Amei, poético demais. <3

    Beijinhos e uma ótima semana ;)

    http://perigosasgarotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Me identifiquei muito com esse texto, eu passei por uma situação parecida há 6 anos, na época foi muito difícil, mas hoje em dia vejo que não fui eu quem saiu perdendo. Você escreve muito bem, parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Esse texto me fez chorar amor, juro. Ontem a noite passei por um aperto no meu coração por causa de um antigo amor q nao conheci e tipo, o texto disse tudo, eu chorei tanto noite passada que minha lagrimas secaram, mas dizem q o choro purifica a alma, pelo menos é bom pensar pelo lado positivo das coisas, sei la... Bem, otimo texto, muito lindo!
    http://buscandosonhos.com/

    ResponderExcluir
  30. primeir um suuuper obrigada por me elogiar e elogiar meu cabelo novo - e curto!

    agora, menina, que texto demais! adorei tudo q vc escreveu e é bem mesmo como nós mulheres no sentimos quando gera essa confusão no relacionamento. o cara some, nao te diz nada, e ainda fica bolado se vc cobra esclarecimento. muito bom mesmo

    beeeijos e fique livre pra voltar sempre ao meu blog <3<3

    ResponderExcluir
  31. E vice-e-versa, essa é a vida chata que nos levamos!
    E que lindas palavras, um tom de sinceridade imenso!

    DANCIN' OF DAYS.
    http://dancinofdays.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Arrasando nos textos, como sempre. Mas o pior que a vida é assim: A gente acredita e, quando vê, puf! Já era. Mas bola pra outra, como você disse na última frase. "Quem perdeu não fui eu". ;)
    Beijos || Unlocked Land ❤

    ResponderExcluir
  33. Gente, que texto maravilhoso! Poxa, quantas situações eu não li a respeito, já ouvi falar. Tem tantos caras por aí que só se preocupam em aumentar sua lista de garotas que já pegou que até me faz ficar involuntariamente com um pé atrás sempre que eu conheço alguém novo.
    Mas eu tento não deixar esse pensamento me governar, nem todo cara é assim, às vezes a situações se inverte, ele pode ter se apaixonado por alguma garota que simplesmente cansou e foi embora sem se preocupar com o que ele sentia.
    É complicado....

    Beijos,
    Livro de Memórias | Fanpage do Blog

    ResponderExcluir
  34. "vc ganhou a guerra, mas quem saiu perdendo nao fui eu"

    UAU
    UAU
    UAU
    UAU

    bj bj!
    Natália Macedo
    Manager of Modelando
    www.blogmodelando.com

    ResponderExcluir
  35. Gabi, que texto maravilhoso super me identifiquei, parabéns moça tú escreve muito bem.
    Agridoce Cereja

    ResponderExcluir

"A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar." — Antoine de Saint-Exupéry — Cative-me.